Santa Cruz vence Brasiliense por 3 a 0

Depois de duas derrotas sucessivas ? contra Palmeiras e Sport ? o Santa Cruzreencontrou o caminho da vitória, neste domingo, no Recife. Demonstrando muita garra a equipe tricolor venceu o Brasiliense por 3 a 0 na busca por uma vaga na próxima fase da Série B do Campeonato Brasileiro. O Santa Cruz começou apostando pesado no ataque. Com apenas 8 minutos de jogo, o time abriu o placar. O meia Erivérton cobrou uma falta e o goleiro do Brasiliense, Donizete, deu rebote. Roberto Santos aproveitou e cruzou na medida para o zagueiro Bebeto, de cabeça, marcar o primeiro gol. Apenas cinco minutos depois de abrir o placar, o Santa Cruz marcou o segundo. A jogada começou com o volante Hélder, que cruzou para Aílton. O atacante se antecipou e, de pé esquerdo, fez o gol. No meio do primeiro tempo, a equipe do Brasiliense resolveu investir mais no ataque e insistiu nas jogadas ofensivas. Apesar das várias tentativas, não levou perigo ao gol tricolor durante todo o primeiro tempo. Visivelmente irritados, alguns jogadores do Brasiliense abusaram das faltas, o que fez o árbitro Wagner Tardelli distribuir cinco cartões amarelos para o time candango somente nos primeiros 45 minutos de jogo. Contundidos, os tricolores Ailton e Dimas deixaram o campo antes do encerramento do primeiro tempo. Na segunda etapa, o técnico Vagner Benazzi optou por substituir Gilson e Carlinhos, respectivamente por Cleiton e Sinval, na tentativa de ganhar mais velocidade. O Santa voltou para o segundo tempo sem alterações e manteve o bom aproveitamento. Aos 22 minutos, numa cobrança de falta de Hélder, Otacílio aproveitou o rebote e marcou o terceiro gol tricolor. Apesar das sucessivas tentativas de recuperação, o Brasiliense deu inúmeros exemplos de desequilíbrio e não causou maiores preocupações à equipe do Santa Cruz. Satisfeita com o resultado, a equipe tricolor, não escondeu a animação. ?Nos preparamos muito em busca desse resultado. Agora, nossas chances aumentaram e nosso entusiasmo também?, disse o técnico Péricles Chamusca.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.