Santa Fé bate o Sporting Cristal na grama artificial por 2 a 1

Em partida realizada na noite de quinta-feira, no estádio Nacional de Lima, que marcou a estréia da utilização da grama sintética em jogos da Copa Libertadores, o Independiente Santa Fé, da Colômbia, venceu o Sporting Cristal, do Peru, por 2 a 1, de virada, pelo Grupo 2 da segunda fase da competição. O time da casa abriu o placar aos 38 minutos do primeiro tempo, com Soto. Yanes, aos 17 da etapa final, e Montoya, aos 45, garantiram a vitória dos colombianos, que tiveram um jogador expulso.O local teve a aprovação da Conmebol para ser sede dos jogos do Sporting Cristal nesta edição da Libertadores e conta com o aval da Fifa - que por sua vez autorizou seu uso na disputa do Mundial Sub-17.No entanto, as características do gramado foram questionadas por equipes como o Estudiantes, da Argentina, que no início do ano se manifestou contra jogar lá, mas posteriormente acatou a ordem da Conmebol.A discussão também atingiu o futebol peruano, já que praticamente todos os jogadores do Alianza Lima, rival do Sporting Cristal, disseram que o campo é muito duro, faz com que a bola´quique´ muito e, segundo argumentam, pode causar sérias lesões aos jogadores.No jogo de quinta-feira, o uruguaio Daniel Gamarra, do Santa Fé, sofreu uma torção aos 34 minutos, em uma disputa de bola. Minutos depois, Gamarra retornou ao gramado, mas logopediu para sair antes do fim do primeiro tempo.Essa lesão poderá ser usada pelos que são contra anovidade como um exemplo dos riscos que envolvem sua aplicação. De qualquer forma, o uso da grama sintética ainda promete muita polêmica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.