Santista espera surpreender o Palmeiras

A Portuguesa Santista começa a se preparar para o jogo mais importante do ano: no sábado enfrenta o Palmeiras, em Ulrico Mursa, na partida que vale a passagem para a semifinal do Paulista. A lusinha espera repetir o que já havia ocorrido no ano passado, quando chegou a essa fase do campeonato estadual e acabou perdendo para o São Paulo a oportunidade de disputar a final. "Os jogadores estão de parabéns pela vitória contra o Corinthians, mas não podemos parar por aí: temos de pensar no Palmeiras, pensar grande, e vamos nos preparar para superar esse outro obstáculo difícil", disse o técnico Nenê. Para o jogo de sábado, ele não poderá contar com o meia Valdir, que cumprirá suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo. Ele deverá ser substituído por Leandro Barbosa caso Nenê continue optando por escalar três zagueiros. Em compensação, Nando está em fase final de recuperação de contusão na panturrilha esquerda e tem grandes chances de jogar. Os jogadores se reapresentam amanhã e treinam em dois períodos. Nenê começará aí a preparar a equipe para essa partida que é decisiva. "Precisamos manter o padrão de jogo que tivemos contra o Corinthians", disse o treinador, que observou a boa marcação do meio-de-campo no domingo. "Não deixamos o Corinthians criar muito e só fomos um pouquinho apressados no ataque. Se tivéssemos um pouco mais de calma, poderíamos ter marcado mais gols". A marcação do jogo contra o Palmeiras para Ulrico Mursa agradou o técnico Nenê, que nem chegou a cogitar jogar em um campo maior. "É o nosso campo, já conhecemos bem e vamos pegar uma equipe grande, que marca sob forte pressão, no estilo de Jair Picerni", disse ele, que vai estudar o adversário durante a semana para tentar mais uma vez surpreender. "Vamos procurar neutralizá-los e dar trabalho a eles". O treinador conta com o entusiasmo de seus jogadores. "Todos estão querendo chegar e como é um jogo de matar ou morrer, preferimos matar", completou.

Agencia Estado,

15 de março de 2004 | 19h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.