Santista joga completa em Matão

A Portuguesa Santista terá força máxima contra a desesperada Matonense, domingo, em Matão, pela penúltima rodada da fase de classificação do Campeonato Paulista da Série A-1. A possibilidade de contar com todos os jogadores, principalmente aqueles que estavam suspensos, foi comemorada pelo técnico Muricy Ramalho, que ainda mantém viva nos jogadores a possibilidade de chegar às semifinais. A derrota para o Palmeiras, por 2 a 1, na semana passada, foi creditada à falta dos zagueiros Márcio Goiano e Orestes, do volante Marcos Bazílio e do meia Jean Carlo que, segundo Muricy, formam a "espinha dorsal" do time. Com o retorno destes jogadores, o técnico garante que pode buscar a classificação às semifinais, embora a Santista dependa de uma combinação de resultados para passar de fase. "Com o time completo, teremos mais condições de lutar pelos três pontos", disse Muricy Ramalho. "Contra o Palmeiras, não foi possível contar com esses quatro jogadores, mas a situação agora é diferente. Sabemos que as nossas chances de classificação diminuíram com a derrota de sábado, mas vamos lutar até o final para alcançarmos esse objetivo", ressaltou. O elenco ainda vai participar dos treinamentos até a sexta-feira. A viagem para o interior está marcada para o sábado e o time deve ficar concentrado em uma cidade próxima de Matão. O provável time deve ter: Róbson; Márcio Goiano, Lima e Orestes; Valdir, Capitão, Marcos Bazílio, Jean Carlo e Rossato; Tico Mineiro e Zinho. Como permanece com 20 pontos e na oitava colocação, a Santista vai precisar vencer seus dois próximos compromissos, contra Matonense e Guarani, fora de casa, e ainda torcer para que Rio Branco e São Caetano, concorrentes diretos à classificação, não obtenham sucesso. O time de Americana tem 23 pontos, enquanto a equipe do ABC soma 22.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.