Ale Vianna/Brazil Photo Press
Ale Vianna/Brazil Photo Press

Santista morto em emboscada é enterrado em São Paulo

Márcio Barreto de Toledo, de 34 anos, foi alvo de emboscada de torcedores são-paulinos após clássico de domingo

Agência Estado

25 de fevereiro de 2014 | 12h16

SÃO PAULO - Alvo de uma emboscada de torcedores são-paulinos no domingo, Márcio Barreto de Toledo foi enterrado na manhã desta terça-feira no cemitério de Itaquera, na zona leste de São Paulo. O torcedor do Santos tinha 34 anos e deixou esposa e um filho de apenas cinco meses. Familiares, amigos e cerca de 20 membros da Torcida Jovem, a qual pertencia Márcio, estiveram no enterro. O corpo do torcedor foi velado no próprio cemitério, durante a madrugada.

Márcio Barreto de Toledo foi vítima de emboscada de torcedores do São Paulo poucas horas após o clássico entre São Paulo e Santos no Morumbi - empate de 0 a 0. Ele aguardava na parada de ônibus da estação Penha, próximo à sede da Torcida Jovem, quando foi surpreendido por homens em dois carros. A emboscada aconteceu por voltas das 20 horas.

O santista foi agredido com barras de ferro por um grupo de torcedores uniformizados. Os agressores estavam em dois veículos: um Vectra preto e um Corsa branco. Outros torcedores santistas que estavam no local teriam fugido com medo de também serem agredidos.

O caso foi registrado como homicídio qualificado tentado, quando há intenção de matar. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP), o crime é tido pela polícia como atentado. Ninguém foi preso. A amigos, a mulher do torcedor morto pediu justiça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.