Ivan Storti / Santos FC
Ivan Storti / Santos FC

Santistas consideram empate justo e exaltam campanha 'histórica' no Brasileirão

Victor Ferraz afirma que cada time dominou um tempo do clássico contra o São Paulo

Redação, Estadão Conteúdo

16 de novembro de 2019 | 19h56

Os jogadores do Santos consideraram justo o empate por 1 a 1 contra o São Paulo neste sábado, na Vila Belmiro. Na avaliação dos santistas, eles foram melhores na primeira etapa, mas caíram de produção no segundo tempo e o time tricolor equilibrou a partida.

"Eu acho que fizemos um primeiro tempo muito bom, tivemos as melhores oportunidades. No segundo tempo eles fizeram umas mudanças táticas e encaixaram. Foi um tempo para cada. É clássico", analisou o lateral-direito Victor Ferraz. "Temos feito um grande campeonato. Infelizmente o Flamengo está fora da curva. A pontuação que estamos fazendo é histórica. Temos o objetivo de pontuar o máximo possível", completou.

Eduardo Sasha também viu justiça na igualdade em casa. "Resultado justo, não fizemos boa partida, mas o time está de parabéns pela entrega", disse o atacante, artilheiro do time no torneio, com 12 gols.

O goleiro Everson seguiu a linha de raciocínio dos companheiros. Para ele, apesar do empate, a campanha do Santos no Campeonato Brasileiro é excelente e o time do técnico argentino Jorge Sampaoli só não está brigando pelo título porque o Flamengo está "acima da média".

"O professor vem com uma metodologia de trabalho muito boa. Temos uma campanha muito boa, o Flamengo está acima da média. Em outros campeonatos brigaríamos pelo título, mas hoje infelizmente o Flamengo está acima da curva. A gente tá brigando pela Libertadores, mas é um grande Brasileiro, uma grande campanha, e queremos consolidar a classificação o quanto antes", opinou.

Tema comum nas coletivas dos jogadores e de Sampaoli, a permanência do treinador para a próxima temporada voltou a ser comentada. Com a situação indefinida, Everson reforçou o desejo de que o comandante argentino siga na Vila Belmiro. "Sou suspeito a falar. Ele chegou, me deu oportunidade, é um cara que confia muito em mim. Então se eu tiver que puxar o coro, sou o primeiro", afirmou o goleiro.

Se a chance de ser campeão é muito pequena, com o ponto somado o Santos, terceiro colocado, tem 65 e está muito perto de garantir a vaga direta na fase de grupos da próxima edição da Copa Libertadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.