Santistas dizem que vitória poderia ter sido mais tranqüila

Após vitória por 1 a 0 sobre o São Caetano, jogadores dizem que time poderia ter feito mais gols no 1.º tempo

Da redação

16 de março de 2008 | 19h45

Vencer é bom, mas o sofrimento do torcedor poderia ter sido menor. Pelo menos foi isto o que os jogadores do Santos deixaram claro após a vitória por 1 a 0 sobre o São Caetano, a primeira fora de casa nesta temporada. "O mais importante foi vencer. Mas pelas chances que perdemos, 1 a 0 foi pouco", analisou Kleber Pereira, autor do gol da tarde.   Veja também:  Santos vence a primeira fora de casa e já pensa no G-4   "Poderíamos ter matado o jogo no primeiro tempo, quando tivemos chance para fazer mais gols", comentou o goleiro Fábio Costa, se referindo às três bolas na trave. "Poderíamos ter feito mais um ou até dois gols", lembrou o goleiro Fábio Costa.   O técnico Emerson Leão também elogiou o desempenho do time no primeiro tempo e avaliou que o time 'jogou para o gasto' no segundo. "A realidade é que merecíamos definir o jogo no primeiro tempo. No segundo, jogamos apenas para não perder."   DESFALQUEArtilheiro do Santos na temporada, o atacante Kleber Pereira não poderá ajudar o time no duelo com o líder Guaratinguetá na próxima rodada do Campeonato Paulista, no dia 22, fora de casa. O jogador tomou o terceiro cartão amarelo contra o São Caetano e cumprirá suspensão automática, retornando no clássico contra o Corinthians.

Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.