Santistas fazem emboscada para ônibus rival perto da Vila

PM informa que 40 santistas teriam atirado pedras nos veículos

Estadão Conteúdo

10 de setembro de 2015 | 00h29

O clássico entre Santos e São Paulo, nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, quase foi palco de um novo confronto entre torcidas. Durante o segundo tempo da vitória santista por 3 a 0, houve um princípio de confusão entre torcedores das duas equipes nas proximidades do estádio. Um carro de São Paulo foi incendiado

De acordo com a Polícia Militar também, cerca de 40 santistas atiraram pedras em quatro ônibus de torcedores são-paulinos. A PM agiu rápido e conseguiu interromper o princípio de confronto. Não houve feridos. Os são-paulinos se atrasaram, ainda de acordo com a PM, por causa de uma outra tentativa de emboscada, essa ainda na capital paulista.

O clássico atraiu pouco mais de cinco mil torcedores. Um dos fatores que prejudicaram a presença da torcida foi o alto valor dos ingressos. Os preços das arquibancadas eram de R$ 100 (R$ 50 para meia entrada). "Precisamos do torcedor mais perto de nós", afirmou o técnico Dorival Junior após a partida na Vila Belmiro. O policiamento na Vila estava reforçado. Até agora, não há registro de pessoas detidas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.