Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Santistas lamentam empate em casa e postura defensiva da Ponte

Equipe não consegue furar bloqueio do time de Campinas em jogo no Pacaembu

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

17 de junho de 2017 | 23h38

Os jogadores do Santos lamentaram o empate sem gols em casa diante da Ponte Preta, neste sábado à noite, no Pacaembu, principalmente porque o time melhorou no segundo tempo, pressionou, mas mesmo assim não conseguiu furar o bloqueio defensivo do time de Campinas. "O intuito era buscar a vitória, pois sabemos que é importante fazer os três pontos em casa. Infelizmente não deu", afirmou o volante Renato.

O meia Lucas Lima teve algumas chances para marcar e em outras oportunidades deixou seus companheiros em boas condições para balançar as redes. Por isso mostrou grande frustração por não levar o time à vitória. "Jogamos bem, mas a equipe deles veio com uma proposta defensiva e conseguiu. Eles vão comemorar um ponto. Infelizmente, prevaleceu a maneira defensiva de jogar", disse.

Com o resultado, o Santos chegou a 13 pontos no Brasileirão após o duelo com a Ponte Preta e agora sabe que, para chegar longe na competição, precisa arrancar ponto diante do Vitória, quarta-feira, em Salvador, pela próxima rodada do Campeonato Brasileiro. "Agora é descansar e trabalhar para quarta, pois temos um jogo importante fora de casa", explicou Renato.

Ele lembra que o trabalho de Levir Culpi está apenas no início - foram dois jogos no comando do Santos - e acha que o time tem tudo para crescer. "O Levir é um treinador que vem para nos ajudar. Infelizmente temos jogos de quarta e domingo, então é difícil ter tempo, mas até o final do ano esperamos chegar aos nossos objetivos que são as conquistas", comentou.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.