Santistas querem quebrar recorde de gols

Ainda faltam 11 jogos para terminar o campeonato e, além do título, os santistas pretendem quebrar o recorde de gols do Brasileiro, que pertence ao Cruzeiro, cujo ataque marcou 102 vezes no ano passado. O centroavante Deivid, que atuou pelo clube mineiro em 2002 e marcou 19 gols em 15 partidas e agora joga no Santos, é um dos responsáveis por essa meta. "Nossa prioridade é conquistar o título, mas se ele vier com a quebra do recorde, será muito melhor", comentou o atleta. O Santos tem o melhor ataque da competição, com 78 gols marcados em 35 partidas, o que dá uma média de 2,2 por jogo. Mantido esse índice, os santistas irão alcançar os mineiros, faltando um para a quebra do recorde. Deivid quer ajudar o time a conquistar essa marca, sabendo que dificilmente ele repetirá a marca conseguida no Corinthians, quando marcou 32 gols. Ele está com 14 gols, nove atrás de Washington (Atlético-PR), o artilheiro da competição. Robinho está em melhor situação e, com 20 gols marcados, precisa de cinco para alcançar o atacante paranaense. "O Santos tem vários jogadores que marcam gols e, por isso, está com o melhor ataque do campeonato", disse Deivid, satisfeito de estar nesse grupo que disputa ponto a ponto o título brasileiro deste ano. "Pensamos primeiro nesse título, que é o nosso principal objetivo e vamos continuar fazendo o nosso trabalho para conseguir a vitória em todas as partidas, pois não podemos mais perder pontos", disse ele, revelando que o objetivo é voltar o mais breve possível à liderança.Para isso, o Santos não pode perder, enquanto o Atlético precisa tropeçar. Essa preocupação com os três pontos é tão grande que os jogadores só pensam numa vitória sábado contra a Ponte Preta. Deivid não fala em goleada, mesmo com o resultado da partida disputada em Campinas contra esse adversário no primeiro turno, em que o Santos ganhou de 4 a 0. "Vai ser um jogo diferente e temos de vencer, tomando o cuidado para não sermos surpreendidos", concluiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.