Santistas se irritam com a derrota

O gol de Gabriel nos descontos mexeu com o humor dos jogadores do Santos. Alguns saíram apressados de campo e empurrando quem aparecia pela frente. O goleiro Saulo era um dos mais revoltados com a virada que a equipe levou em Volta Redonda.?Perder assim não tem explicação. Não vou falar mais nada?, disse o jovem goleiro, que logo em seguida fez um comentário sobre o terceiro gol do Flu, marcado pelo atacante Leandro. ?Se ele (Leandro) falar que chutou para o gol, é um mentiroso e safado. Pegou errado na bola e acertou o gol.?Ricardinho foi outro que lamentou bastante o resultado. ?Isso não pode acontecer?, afirmou o meia. Basílio também saiu irritado com a derrota. ?Nós recuamos muito, abdicamos do ataque, eu mesmo não recebi nenhuma bola. Jogando assim fica difícil vencer?, disse o atacante que entrou no segundo tempo. Do lado do Fluminense, o lateral-direito Gabriel comemorava bastante o gol marcado nos descontos. ?Foi uma sensação maravilhosa. Mostramos que temos time para brigar pelo título?, declarou. O goleiro Kléber seguiu na mesma linha do discurso de seu companheiro. ?Foi uma vitória importante, porque nosso time mostrou determinação e força de vontade. Passamos pelo Santos, que é um time de muita categoria?, disse o goleiro.O zagueiro Luiz Alberto não escondeu a satisfação de ter marcado o seu primeiro gol pelo Santos. ?Começamos a partida muito bem. Fizemos logo dois gols de bola parada. Uma jogada difícil de acontecer, ainda mais jogando fora de casa?, afirmou o zagueiro.O técnico Abel Braga não escondeu a irritação com as falhas da defesa do Fluminense nesse tipo de jogada. ?Dois gols de bola parada que não é normal. No primeiro, o cara nem subiu e, no segundo, nós facilitamos. Ficaram brincando com a bola na lateral e permitiram o escanteio. Foram vinte terríveis?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.