Santistas sentiram efeito da altitude

A maioria dos jogadores do Santos teve uma surpresa no jogo contra o El Nacional, em Quito. Eles não sabiam da dimensão dos problemas que iriam enfrentar com a altitude da cidade equatoriana e o técnico Emerson Leão procurou esconder um pouco a real situação. ?Não queria que os atletas entrassem em campo com esse pensamento, pois poderia ser ruim para eles." E foi. Durante o intervalo, Diego, Alex e Léo tiveram que inalar oxigênio devido à dificuldade respiratória. Diego, que foi um dos principais jogadores do Santos no empate sem gols, revelou que no fim da partida ?já não conseguia correr atrás da bola com a mesma disposição". Léo revelou que sentiu o efeito da altitude e atribui a isso a queda de rendimento do time durante a partida. Leão concorda. ?A altitude atrapalhou." Mas houve outro fator que pesou no empate, na opinião do treinador. ?O El Nacional jogou no desespero, porque precisava da vitória a todo custo." Nesta quinta-feira, os santistas folgararam, mas nesta sexta-feira voltam a treinar pela manhã em Quito. A chegada ao Brasil está prevista para as 5 horas de sábado no Aeroporto de Cumbica. Na segunda-feira iniciam os preparativos para a partida de quarta-feira contra o América de Cali, na Vila Belmiro. Renato - O meia desmentiu que esteja insatisfeito na Vila Belmiro e que estaria se transferindo para o São Paulo. Ainda em Quito, o jogador disse não saber de onde partiu esta noticia. ?É mentira, pois ninguém me procurou e não pretendo deixar o Santos." Renato tem contrato até o dia 11 de julho e está tranqüilo quanto à renovação. ?Como pretendo permanecer na Vila, não haverá problemas na renovação."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.