Santo André demite Vágner Benazzi

A diretoria do Santo André confirmou, no começo da tarde, a demissão do técnico Vágner Benazzi que tinha contrato até março, portanto, para disputar o Campeonato Paulista de 2003. O seu substituto deve ser anunciado segunda-feira. São três os candidatos: Oswaldo Alvarez, o Vadão, ex-Ponte Preta, Nicanor de Carvalho Júnior, ex-Rio Branco de Americana, e Luiz Carlos Ferreira, ex-Marília. Benazzi ficou surpreso com a decisão da diretoria. Depois de ser vice-campeão da Copa Mauro Ramos, na semana passada, ele planejava a formação do elenco para o próximo ano. Junto com ele saíram o auxiliar Miguel Arruda, também demitido, e o preparador físico Jean Antonio, que deixou o clube em solidariedade aos companheiros. Benazzi é um dos supercampeões do interior, sendo também incluído na relação dos técnicos campeões de acessos. A decisão foi conjunta, mas assumida pelo próprio presidente Jairo Livólis que viu a necessidade de uma mudança imediata para antecipar a preparação visando do Paulistão. Segundo o diretor Sérgio do Prado, há 10 anos no clube, não haverá dificuldades par a acertar o novo técnico. "Vamos primeiro acertar o técnico e depois relacionar vários jogadores que possam reforçar o time no Paulistão", comentou Prado. Nesta temporada, o Santo André fez altos investimentos para conquistar o inédito título paulista. Ganhou o primeiro turno, mas terminou a competição em quinto lugar. Em 2003, porém, ele terá pela frente o confronto com os grandes clubes que ficaram de fora por disputarem o Torneio Rio-São Paulo. O time do ABC está no Grupo B ao lado, entre outros, de Santos, São Paulo e Jundiaí.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.