Santo André descarta premiação extra para evitar queda

O Santo André está em situação delicada no Brasileirão, correndo sério risco de rebaixamento - tem 24 pontos, em 17.º lugar. Mas a diretoria do clube descarta dar uma premiação extra para tentar motivar os jogadores na luta para não cair.

AE, Agencia Estado

16 de setembro de 2009 | 20h18

"O incentivo é rodada a rodada. Nós pagamos o ?bicho? antes dos jogos. Os prêmios são por vitórias. Mas nós sabemos que não será o dinheiro que irá nos tirar desta situação", disse o vice-presidente do clube, Romualdo Magro Junior. "O trabalho está sendo feito, mas os resultados não estão vindo. Acreditamos na reação".

O dirigente aproveitou para explicar a mudança de local no jogo contra o São Paulo, que será no domingo, no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, ao invés de acontecer no Estádio Bruno José Daniel, em Santo André.

"Mudamos de local por causa do policiamento que nos aconselhou. Em Santo André, a PM nos deu apenas 10 mil lugares. E um jogo desta proporção merece um palco maior. Não acredito que o campo irá nos prejudicar", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.