Santo André já está na Venezuela

O Santo André já está na Venezuela, onde na quarta-feira, às 19 horas, vai enfrentar o Deportivo Táchira, na estréia da equipe na Copa Libertadores da América. A delegação passa a noite em Caracas, na capital venezuelana, e na terça-feira pela manhã, embarca de avião para a cidade de San Cristobal, que fica cerca de 400 km de distância, local do jogo histórico para o clube do ABC.A diretoria está atenta a todos os detalhes para que a primeira excursão internacional tenha saldo positivo. Antes de deixar o Grande ABC, o ex-jogador uruguaio do São Paulo, Pedro Rocha, fez uma palestra para todos os atletas e comissão técnica, alertando para possíveis problemas que o Santo André possa encontrar. A diretoria aposta em um discurso cauteloso, mas que possa servir de motivação para os atletas. "Sabemos das nossas limitações e o nosso primeiro objetivo é fazer uma campanha honrosa, representar bem a cidade e passar da primeira fase", afirma o presidente do clube, Jairo Livólis.O auxiliar-técnico, Sérgio Soares, viajou na última sexta-feira para a Venezuela. O diretor acompanhou a derrota do Deportivo Tachira para o rival Caracas, por 2 a 0, sábado, pela oitava rodada do Clausura 2005 - torneio que corresponde ao primeiro turno do Campeonato Venezuelano. As informações sobre o adversário serão passadas para a comissão técnica, inclusive com uma fita de vídeo, que será mostrada aos jogadores na véspera do confronto. Quatro colocado do Campeonato Paulista, com 20 pontos, o Ramalhão volta a atuar no domingo em casa diante do São Caetano, no clássico do ABC.

Agencia Estado,

28 de fevereiro de 2005 | 16h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.