Santo André jogará com time remendado

A vida do técnico Luiz Carlos Ferreira não está fácil pelos três últimos jogos sem vitórias, sendo o último o empate em casa, por 2 a 2, com o Cerro Porteño, pela Copa Libertadores. E a situação deve continuar complicada, pois neste domingo, às 18 horas, contra o Corinthians, o time deve ter seis desfalques, o que obriga o técnico a escalar uma equipe completamente modificada. "É claro que não gosto de ficar mudando, mas não tenho outra alternativa. Nossos jogadores são de qualidade, mas muitas mudanças atrapalham o lado coletivo do time", lamenta o técnico.Os desfalques começam no setor defensivo, o que mais preocupa o treinador. Contundidos, os zagueiros Dedimar e Da Guia já foram vetados pelo departamento médico. No mesmo setor, o jovem zagueiro Diego Padilha, recebeu o terceiro cartão amarelo na derrota por 1 a 0 contra o São Caetano. Tendo apenas Gabriel como zagueiro de origem, o experiente volante Fernando deve ser recuado para a posição e o time passa a atuar no esquema 4-4-2.No meio de campo os problemas continuam com a contusão do meia Fumagalli, que ainda deve ficar ausente por duas semanas. Outro desfalque certo é o volante Richarlyson, que também cumprirá suspensão automática pelo terceiro amarelo e deve dar lugar a Alexandre Pinho. No ataque, o artilheiro Sandro Gaúcho sofreu uma lesão muscular na coxa direita e está passando por tratamento intensivo para saber se terá condições de jogo. Caso a resposta seja negativa, Leandrinho será titular.A preocupação maior da comissão técnica do Santo André é com a partida da próxima quarta-feira, contra o Palmeiras, pela Libertadores, considerada vital para a sobrevivência do time na competição. "Não podemos forçar com os jogadores em recuperação para tê-los contra o Palmeiras, que é jogo decisivo", ressaltou Ferreira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.