Santo André jogou cansado, diz técnico

Ao contrário do que muita gente imaginava, o Santo André não jogou com "salto alto" e por isso perdeu para o 15 de Novembro, de Campo Bom-RS, por 4 a 3, no primeiro jogo semifinal da Copa do Brasil. O técnico Péricles Chamusca não tem dúvida de que o cansaço e a falta de treinamentos atrapalharam bastante. Como argumento ele apresenta o desgaste físico provocado pelo jogo diante do Remo, domingo à tarde, em Belém, disputado sob calor de 40 graus. Ele lembra ainda o cansaço provocado pelas 10 horas de viagem. "Não pudemos nem treinar, porque iríamos exigir muito dos jogadores", justificou o técnico, que acredita numa recuperação, dia 9 de junho, em Porto Alegre, no confronto de volta. Só que agora o Santo André terá que vencer o jogo por dois gols de diferença para ir à inédita final.Chamusca, porém, reconheceu que seu time não teve uma boa atuação e sofreu gols que "normalmente não levaria". Ele viu falha na linha defensiva em pelo menos dois gols e considerou como "acidente de trabalho" o frango sofrido pelo goleiro Júnior, num chute despretensioso de Patrício, que representou o terceiro gol dos gaúchos. O técnico lamentou também as ausências dos meiocampistas Ramalho e Élvis "que estão mais adaptados ao time" e não atuaram por causa de suspensão. Antes de tentar dar o troco, o Santo André retomará sua recuperação dentro do Campeonato Brasileiro. Mesmo tendo somado seis pontos, o time continua com seis pontos negativos porque perdeu 12 pontos no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) do Rio de Janeiro. A diretoria, porém, acredita que poderá recuperar estes pontos em recurso que será analisado na próxima quinta-feira. A tese dos advogados do clube é de que os jogadores Valdir e Osmar estavam em condições de jogo e que eventual falha foi cometida pela Federação Paulista de Futebol. Um depoimento do próprio presidente da entidade, Marco Pollo del Nero, seria o grande trunfo para livrar o time paulista da pena que pode, inclusive, determinar seu rebaixamento para a Série C em 2005. Para o jogo de sábado, em casa, diante do Joinville, Péricles Chamusca deve ter seus principais jogadores. Nesta quinta-feira à tarde, o técnico ganhou como reforço o lateral-esquerdo Almir, de 26 anos, que recentemente sagrou-se campeão alagoano pelo Corinthians de Maceió. A indicação partiu do próprio técnico, que trabalhou com o lateral no ABC de Natal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.