Santo André muda filosofia de jogo em BH

O Santo André se prepara para enfrentar o Atlético Mineiro, quarta-feira, no Mineirão, driblando os problemas provocados pelo desmanche de seu elenco. Parte já deixou o clube e outra pode sair após este jogo do meio de semana. A missão está nas mãos do técnico Luiz Carlos Ferreira. "Estamos implantando uma filosofia para superar estas ausências e buscar um jeito do time jogar. Estou confiante", diz Ferreira, que perdeu o meia Fumagalli para o Marília e o volante Cléber Gaúcho para o Criciúma. O lateral Alexandre e o meia Vânder se apresentarão à Ponte Preta no meio da semana. A alternativa parece estar certa. No sábado o time venceu jogo-treino com o Corinthians, em Extrema-MG. "Quem não tem cão, caça com gato", brinca Ferreira. Seu objetivo será chegar à terceira fase da competição. No primeiro jogo, no ABC, o Santo André levou a melhor, vencendo por 3 a 0. Agora pode perder até por dois gols de diferença. "É uma boa vantagem, mas relativa em se tratando de um time tão forte como o Atlético", justifica o treinador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.