Ivan Storti/Divulgação
Ivan Storti/Divulgação

Santos, com Dorival, já faz sombra ao pelotão de cima do Brasileiro

Das últimas seis rodadas, time festeja cinco vitórias e um empate

O Estado de S. Paulo

04 de setembro de 2015 | 09h34

Não procure mais o Santos na parte debaixo da tabela. Desde que Dorival Júnior assumiu o comando do time no lugar de Marcelo Fernandes, o time da Vila deu uma guinada em seu rendimento na competição e só fez subir na tabela. Procure o Santos agora no pelotão de cima, fazendo sombra aos badalados Palmeiras, Fluminense e São Paulo. Nesta quinta, com a vitória de 3 a 1 sobre a Chapecoense, a equipe bateu nos 33 pontos. Se mantiver a pegada, poderá figurar no G-4 nas próximas rodadas, o que seria uma façanha. O Santos ocupa a 8ª posição. Três míseros pontos separam o time de Dorival da porta do G-4.

A arrancada santista se deve à confiança que o treinador passou para os jogadores, e também a algumas mudanças táticas na forma de atuar e ainda nas boas fases de Ricardo Oliveira e de Lucas Lima, que não jogou na quinta porque está com a seleção brasileira nos Estados Unidos. Há outros fatores, como o bom redimento de Gabriel, a melhora da defesa e uma compactuação da equipe, sem muitas brechas para o adversário explorar. O Santos não é um time perfeito, mas melhorou da água para o vinho nessa nova fase.

A arrancada começou na estreia de Dorival Júnior contra o Figueirense, com vitória por 3 a 0. O alívio quase se perdeu na rodada seguinte, quando o time da Vila apanhou do Palmeiras por 1 a 0. Depois disso, o Santos deslanchou. Ganhou do Joivinlle por 2 a 0 e teve uma reação importante diante do Flamengo no empate de 2 a 2. O time encorpou e aí passou a somar pontos. Veja:

17ª rodada - 3 a 0 sobre o Coritiba

18ª rodada - 1 a 0 no Vasco

19ª rodada - 0 a 0 com o Atlético-PR

20ª rodada - 5 a 2 sobre o Avaí

21ª rodada - 1 a 0 no Cruzeiro

22ª Rodada - 3 a 1 diante da Chapecoense

Portanto, nas últimas seis rodadas do Brasileiro, o time ganhou cinco vezes e empatou outra. Não perdeu. De quebra, ainda eliminou o Corinthians da Copa do Brasil e agora faz a fase de quartas de final diante do Figueirense, rival com quem Dorival estreou nessa nova passagem pelo clube com vitória de 3 a 0.  No fim de semana, o Santos visita o Sport em mais um jogo duro do Nacional. Se ganhar, coloca-se de vez como intruso entre os candidatos a vagas da Libertadores de 2016.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.