Santos a uma vitória do bicampeonato

Basta uma vitória, no domingo, contra o Vasco, para que o Santos conquiste o título brasileiro de 2004, o segundo em apenas três anos. A torcida santista fez festa no Anacleto Campanella como se o triunfo estivesse assegurado, pois só uma grande reviravolta tirará a taça da Vila Belmiro. Os 3 a 0 diante do São Caetano, no ABC, e a surpreendente derrota do até então líder Atlético-PR para o Vasco por 1 a 0 colocaram o Santos na primeira colocação do Campeonato Nacional, com 86 pontos, 1 à frente dos paranaenses.Faltando uma rodada para o fim da competição, os atleticanos só serão campeões se derrotarem o Botafogo, em Curitiba, e se o Santos não passar pelo Vasco, em São José do Rio Preto - os paulistas perderam mando de jogo, por isso, não poderão atuar em casa. Um tropeço do time de Vanderlei Luxemburgo, porém, é pouco provável. Além de ter elenco bem superior ao de seu rival, os cariocas jogarão sem nenhuma motivação. A única preocupação era escapar do rebaixamento, missão cumprida neste domingo com a vitória sobre o Atlético. Existe, até, a possibilidade de o Vasco entrar em campo com vários reservas. "Deu tudo certo para nós hoje, mas ainda falta uma etapa", afirmou Luxemburgo, que pode faturar o quinto título nacional da carreira de técnico. Ganhou em 1993 e 94 pelo Palmeiras, em 98 pelo Corinthians e em 2003 pelo Cruzeiro, quando se tornou o maior vencedor da história. Rubens Minelli e Ênio Andrade, campeões em três ocasiões, estão em segundo.O Atlético liderou o torneio por muitas rodadas, mas falhou na hora decisiva. Há duas semanas, se tivesse derrotado o Grêmio, estaria bem perto do título. Vencia por 3 a 0 até a metade do segundo tempo e tinha vantagem de 3 a 1 até cinco minutos do fim, mas cedeu o empate. De qualquer maneira, a campanha é extremamente positiva para um clube que não fez grandes investimentos. O Santos, se confirmar o favoritismo, será campeão com méritos, pois superou inúmeras adversidades, como a ausência do principal jogador, Robinho, nas últimas partidas.O São Paulo, que ainda brigava pela taça, só empatou com o Flamengo por 1 a 1, no Morumbi, e cumprirá tabela contra o Goiás, no domingo. Com 82 pontos, garantiu a 3ª posição e um lugar na chave principal da Libertadores, assim como Atlético e Santos. O quarto colocado se classificará para a fase preliminar da competição continental. O Palmeiras, com 78, só perde a vaga caso o São Caetano recupere os 24 perdidos no tapetão - com isso, chegaria a 77 - e o ultrapasse na rodada final. Os palmeirenses encaram o Fluminense, no Rio, e o Azulão enfrenta o Atlético-MG, em Minas Gerais.Na parte de baixo da tabela, Grêmio e Guarani caíram para a Série B. Outros dois serão rebaixados. Os ameaçados são Vitória, Criciúma, Atlético-MG, Botafogo e Flamengo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.