Pedro Ernesto Guerra Azevedo / Santos FC
Pedro Ernesto Guerra Azevedo / Santos FC

Santos abandona espaço para torcedores no Pacaembu e fecha sua 'casa paulistana'

Clube fecha projeto, mas promete inaugurar um novo local na capital em breve

Luís Filipe Santos, O Estado de S.Paulo

20 de março de 2018 | 07h46

O Santos abortou completamente o projeto de uma casa para os torcedores na praça Charles Muller, em frente ao Pacaembu. Anunciado pela diretoria anterior do clube, comandada por Modesto Roma Júnior, o espaço tinha o objetivo de aproximar o time dos fãs que moram na capital, mas, com a vitória de José Carlos Peres na eleição de dezembro, o clube encerrou o projeto e irá inaugurar outro.

+ David Braz tira lições de 2017 e celebra empate do Santos na ida das quartas

+ Jair comemora força máxima no Santos para duelo de volta contra o Botafogo-SP

Segundo o clube, o espaço foi utilizado apenas para a apresentação do terceiro uniforme do time em 2018. Flávio Pires, que era o gerente do local, explica que havia mais intenções. "O Espaço Santos FC no Pacaembu tinha como propósito ser um lugar estratégico de encontro dos santistas da capital, da Baixada Santista e todos que vêm a São Paulo. Entretenimento, cultura, loja oficial, exposições, apresentações, uma sala para games e outra para eventos", ressaltando o que havia dito à reportagem do Estado na ocasião da inauguração.

Pires demonstra estar insatisfeito com a situação. "Lamentavelmente, o projeto foi desfeito sem o menor conhecimento de quem estava à frente. Os recursos para o projeto vieram de parceiros e não havia intenção de ser uma subsede. Ainda assim, não nos perguntaram nada e simplesmente encerraram", relata o ex-funcionário.

Na capital paulista, o Santos tem uma subsede, localizada na avenida Indianápolis, cujo foco está em serviços administrativos e resolução de problemas dos sócios. Já a casa no Pacaembu procurava atrair atenção não somente dos torcedores, mas de eventuais turistas que viessem a São Paulo e visitassem o estádio. Algumas modificações e reformas foram feitas, como a colocação de um totem com o símbolo do clube, que já foi retirado.

Ao Estado, o Santos afirmou que pretende abrir uma nova subsede em São Paulo ainda em 2018, que, além do espaço para atendimento aos sócios, terá funcionalidades para os torcedores. O clube diz que irá revelar mais detalhes, como endereço e as atrações do local em breve.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.