Santos abre 2 a 0, mas vacila e cede empate no Piauí contra o Flamengo

Atuação apagada e igualdade em Teresina faz com que times se reencontrem na Vila Belmiro

FELIPE ROSA MENDES, Agência Estado

11 de abril de 2013 | 00h09

TERESINA - Franco favorito para o confronto com o modesto Flamengo-PI, o Santos tinha tudo para vencer o jogo desta quarta-feira e até garantir a classificação antecipada logo em sua estreia na Copa do Brasil. Jogando em Teresina, abriu 2 a 0 antes dos 30 minutos de jogo sem fazer muito esforço e parecia encaminhar o triunfo com sobras. Contudo, vacilou em campo, cedeu o empate e desperdiçou a chance de ter folga no meio da próxima semana.

Com o empate por 2 a 2, o Flamengo, que tenta vaga na Série D do Campeonato Brasileiro, obteve grande resultado e forçou a disputa da segunda partida, na Vila Belmiro, na próxima quarta. Uma vitória simples, contudo, garante o Santos na fase seguinte da Copa do Brasil.

Para o jogo da volta, o time paulista contará com o retorno de Muricy Ramalho no banco de reservas. O treinador não viajou ao Piauí para se recuperar do mal-estar que o levou ao hospital no fim de semana passado. Sem o técnico, o Santos foi comandado pelo auxiliar Tata, na beira do gramado, e por Neymar, dentro de campo.

O atacante se destacou ao dar as duas assistências para os gols santistas. E ainda balançou as redes nos minutos finais em lance anulado corretamente pela arbitragem. Antes, Cícero também tivera gol anulado pelo juiz. Pelo lado do Flamengo, Edson Di levantou a torcida ao marcar duas vezes, em jogadas de bola parada.

O JOGO - Sem se intimidar com a pressão da empolgada torcida piauiense, o Santos assumiu sua condição de favorito desde o início da partida e controlou sem dificuldade o primeiro tempo. Dominava a posse de bola e mantinha a disputa no meio-campo, mais cauteloso.

Assim, atacava pouco, mas era agudo em suas investidas. Foi dessa forma que Neymar deu belo passe de calcanhar para Giva, que invadiu a área, driblou o goleiro e mandou para as redes, aos 25 minutos. Da mesma maneira, Neymar avançou pela esquerda e fez cruzamento certeiro na cabeça de Montillo. O argentino só escorou para o fundo do gol, aos 30.

A partida, no entanto, deixou de ser tranquila para os santistas a partir dos 32 minutos. O goleiro Rafael derrubou Lúcio Bala dentro da área e o árbitro assinalou o pênalti. Edson Di bateu forte no alto e reduziu a vantagem dos visitantes.

Mais motivado, o Flamengo começou melhor no segundo tempo. E buscou o empate aos 9 em novo lance de bola parada. Edson Di, novamente, cobrou falta e contou com desvio na barreira para vencer Rafael e igualar o marcador.

O gol empatou o jogo no placar, mas dentro de campo desequilibrou a favor do time da casa. Na base da vontade, o Flamengo cresceu em campo e até ouvia gritos de "olé" nas arquibancadas.

O Santos, porém, não desanimou. E quase marcou o gol da vitória aos 31. Cícero bateu para o fundo das redes ao aproveitar sobra na entrada da área. Mas o árbitro anulou o lance ao assinalar toque de mão de Neymar no início da jogada.

Levando sufoco nos minutos finais, o Santos ainda teve uma chance final para buscar a vitória aos 42 minutos. Montillo cobrou falta na área e Neymar, em posição irregular, cabeceou para as redes. Mas, assim como acontecera no lance anterior, o árbitro anulou o gol santista, garantindo o empate dos anfitriões.

Antes do jogo da volta, o Santos entrará em campo no fim de semana pelo Paulistão. O adversário será o União Barbarense, no sábado, fora de casa.

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO-PI 2 x 2 SANTOS

FLAMENGO-PI - Robson; Niel, Laércio, Rafael Araújo, Rafinha (Wildinho); Marcelo, Alessandro, Léo Maceió, Neilson (Bruno Potiguar); Lúcio Bala e Edson Di (Augusto). Técnico: Josué Teixeira.

SANTOS - Rafael; Galhardo (Pato Rodríguez), Edu dracena, Durval, Léo; Alan Santos, Renê Júnior, Cícero, Montillo; Giva (André) e Neymar. Técnico: Tata (auxiliar).

GOLS - Giva, aos 25, Montillo, aos 30, e Edson Di (pênalti), aos 33 minutos do primeiro tempo. Edson Di, aos 9 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Rafinha, Rafael, Galhardo, Edu Dracena.

CARTÃO VERMELHO - Laércio.

ÁRBITRO - Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Alberto Silva, em Teresina (PI).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.