Santos acha que manterá Deivid na Vila

Deivid tem grandes chances de permanecer na Vila Belmiro em definitivo. Hoje os dirigentes tiveram uma reunião com Jorge Moraes, procurador do atleta, e ficou acertado que ele viajaria quarta-feira para a França para apresentar a proposta santista ao Bordeaux. A idéia é comprar metade dos direitos federativos do atleta por 3 milhões de euros e Moraes deixou o encontro otimista com a perspectiva de continuidade do trabalho do centroavante na Vila Belmiro. Além de ser considerada a melhor proposta para resolver a situação de Deivid, conta a favor do Santos o fato de o Bordeaux não querer mais o centroavante em seu time, mesmo com a chegada do técnico Ricardo Gomes. Encerrado o ciclo do jogador na equipe francesa, os santistas insistiram na manutenção do artilheiro, que nunca escondeu sua vontade de permanecer na Vila Belmiro. Se não houver acordo, ele se apresenta na sexta-feira ao clube que detém seus direitos federativos. Se os santistas estão otimistas quanto ao desfecho do caso Deivid, há uma preocupação quanto a Paulo César, que voltou ao time depois de um mês de tratamento de uma contusão na coxa direita e voltou a sentir dores. Hoje o jogador foi submetido a um exame de ultrasonografia, que não revelou agravamento na fibrose que existe no lugar da lesão. "Ele continua com a fibrose, sem qualquer tipo de agravamento", comentou o médico Carlos Braga. Para ele, "essa fibrose vai se tornar dolorosa e o que ele sentiu é compatível com seu quadro". O lateral-direito não vai jogar domingo contra o Juventude e Braga está recomendando um trabalho físico para o jogador. Mas há a possibilidade da volta dos volantes Fabinho e Zé Elias, num jogo em que Bóvio vai cumprir suspensão automática e Elton sofreu uma entorse grave no tornozelo e não vai jogar contra o Juventude. "Ele sofreu uma lesão do ligamento, com bastante inflamação e não tem chance de jogar domingo", disse Carlos Braga. Os dois volantes devem fazer ressonância magnética amanhã e, não havendo problemas, serão liberados para treinar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.