Santos acredita na vitória sobre o Blooming na Bolívia

Embalado pelas cinco vitórias consecutivas no Paulistão, o Santos acredita que pode voltar ao Brasil com a vitória sobre o Blooming, adversário desta quarta-feira, pela fase de classificação da Copa Libertadores da América. O jogo acontece no Estádio Tahuichi Aguilera, em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, e começa às 21h45 (horário de Brasília). Contra um time sem muita tradição, a equipe do treinador Vanderlei Luxemburgo espera fazer um bom resultado já no primeiro jogo, para poder atuar ainda com mais tranqüilidade na partida de volta, marcada para o dia 7 de fevereiro, na Vila Belmiro. Se passar pelo Blooming, o time brasileiro entrará no Grupo 8 da Libertadores, ao lado de Gimnasia y Esgrima (Argentina), Defensor Sporting (Uruguai) e Deportivo Pasto (Colômbia). O fato é que o time do Santos conhece pouco do Blooming. As únicas informações foram passadas por Nei, auxiliar de Luxemburgo, que ficou durante uma semana na Bolívia para estudar o adversário. Por isso, a ordem no começo do jogo é cautela, além de atenção nas cobranças de faltas e escanteios. Fazendo mistério, Luxemburgo não deu pistas sobre a possibilidade de escalar Pedrinho e Marcos Aurélio, dois reforços incorporados recentemente ao elenco santista. Mas o mais provável é que ele mantenha a dupla Rodrigo Tabata e Fabiano no ataque, deixando os dois como opção no banco de reservas. Pedrinho fez sua estréia na última rodada do Paulistão, jogando bem e mostrando estar recuperado das contusões que atrapalharam sua carreira no passado. Já Marcos Aurélio teve sua contratação oficializada apenas na segunda-feira, depois do fim da disputa judicial com o Atlético Paranaense, e se juntou nesta terça ao grupo na Bolívia. Luxemburgo garante que sua preocupação maior é com o desgaste do elenco, depois da maratona de cinco jogos em apenas 12 dias. Apesar disso, o Santos está embalado, pois venceu todas essas partidas e lidera sozinho o Campeonato Paulista, num começo de temporada perfeito até agora. "Vamos entrar em campo sabendo que o jogo será difícil, por ser fora de casa. Temos que ser uma equipe compacta e marcando na segunda linha, nos primeiros minutos. Depois de conhecer o adversário, começaremos a impor o toque de bola e a pressionar", avisou o meia Cléber Santana, que já marcou cinco gols no Paulistão e disputará sua primeira Libertadores. "Apenas estou um pouco mais ansioso." A Libertadores representa muito para o Santos, que já foi campeão do torneio duas vezes, em 1962 e 63. A começar pelo presidente Marcelo Teixeira, que diz acreditar que a conquista do título possa representar o fim da crise financeira em que o clube se encontra. E também para Luxemburgo, em busca de um título que ainda lhe falta na vitoriosa carreira. Ficha técnica: Blooming x Santos Blooming - Yadín Salazar; Limberg Méndez, Jorge Ortiz, Sergio Jaúregui e Raúl Gonzales; Alexandre, Alejandro Gómez, Joselito Vaca e Alex da Rosa; Dimas e Eduardo Fierro. Técnico: Alvaro Peña. Santos - Fábio Costa; Pedro, Adailton, Antônio Carlos e Kleber; Maldonado, Rodrigo Souto, Zé Roberto e Cléber Santana; Rodrigo Tabata e Fabiano. Técnico: Vanderlei Luxemburgo. Árbitro - Líber Prudente (Uruguai). Horário - 21h45 (de Brasília). Local - Estádio Tahuichi Aguilera, em Santa Cruz de La Sierra (Bolívia). TV - SporTV.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.