Santos admite dificuldade em fechar com patrocinador master para a camisa

Clube admitiu que continua procurando apoio, já que as últimas negociações não foram bem sucedidas

SANCHES FILHO, Agência Estado

24 de abril de 2013 | 11h50

SANTOS - A diretoria do Santos não escondeu a dificuldade que está tendo para encontrar um patrocinador master para a camisa do clube. Presidente em exercício, Odílio Rodrigues, que substitui Luis Álvaro, ainda afastado por um problema de saúde, afirmou que segue procurando uma alternativa para o problema, já que as últimas negociações têm fracassado.

"Há uma retração para patrocínios de clubes de futebol. Vamos bolar com o departamento de marketing planos B e C para este problema", disse o dirigente. Ele admitiu que esta demora é preocupante, já que o patrocinador seria uma das principais fontes de renda para bancar o elenco.

Recentemente, o clube esteve próximo de um acordo com a montadora Chery, que chegou a fazer patrocínio pontual em três partidas desta temporada. No entanto, de acordo com o próprio Odílio Rodrigues, as conversas esfriaram. Isso porque a representante brasileira da empresa teve dificuldades para convencer a matriz chinesa de que o Santos era um bom veículo para divulgação da marca.

Se o patrocinador ainda está indefinido, outros detalhes do uniforme do clube foram definidos em reunião do conselho deliberativo, realizada na última terça-feira. A partir do ano que vem, o clube terá camisas amarelas como terceiro uniforme, substituindo as de cor azul escura, que ainda serão lançadas neste ano, em julho. A cor amarela também estará presente em detalhes nas mangas das camisas brancas da equipe a partir de maio.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCpatrocínio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.