Santos ainda sonha com Leandro Amaral

Clube alvinegro procura atravessar acerto do atacante com o Fluminense

Alex Sabino e Marcius Azevedo, Jornal da Tarde

31 de dezembro de 2008 | 12h56

Cansado de levar chapéus em contratações, o Santos tenta aplicar um drible no Fluminense. O clube carioca anunciou Leandro Amaral, mas o atacante pode defender o clube alvinegro em 2009. Reunião que durou quatro horas ontem deixou jogador e diretoria alvinegra próximos de um acordo por um contrato de dois anos. A definição deve acontecer nesta quarta.Veja também:Santos tira o fisioterapeuta Filé do PalmeirasConfira as novidades do mercado do futebol Paulistão 2009 - Tabela Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão O primeiro contato foi segunda-feira à noite. Leandro foi sugerido pelos empresários Wilson Bellissi Júnior e Edson Orizzi. De início Marcelo Teixeira não se entusiasmou, mas foi convencido pelo presidente do Conselho Deliberativo José da Costa Teixeira de que seria uma boa contratação, principalmente após as decepções nas tentativas de trazer o equatoriano Guerrón e Souza.O segundo passo foi marcar uma reunião. O presidente santista queria tanto a presença do atacante que até ofereceu um helicóptero para transportá-lo de São Paulo a Santos. Mas Leandro preferiu ficar na capital paulista e participou apenas pelo telefone.O problema é que enquanto as negociações aconteciam o Fluminense anunciava no Rio de Janeiro acordo para contar com o jogador por dois anos. "Não há qualquer contrato assinado com o Fluminense. Estamos conversando com o Santos, que está interessado, assim como o Cruzeiro", disse a esposa do jogador, Tatiana, que cuida da carreira do marido.Embora tenha cautela ao comentar o assunto, o gerente de futebol santista Ocimar Bolicenho confirmou que existe o interesse no artilheiro. "Ele é um dos nomes que realmente estão em pauta. Faz parte da lista. Não posso dar mais detalhes porque não temos nada acertado."O JT apurou, porém, que falta apenas aparar uma aresta na questão financeira. O salário está acertado. A diferença é basicamente nas luvas a serem pagas na assinatura do contrato. O Santos oferece R$ 200 mil e Leandro quer R$ 500 mil. O atacante prometeu dar a resposta o quanto antes.RONICaso dê errado, a opção é Roni. O atacante, ex-Fluminense e atualmente no Gamba Osaka, do Japão, já tem um acerto com o Santos por dois anos. Mas ficou em segundo plano até que a negociação com Leandro Amaral seja encerrada, com resposta positiva ou não.

Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCFluminenseLeandro Amaral

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.