Ricardo Saibun/Divulgação
Ricardo Saibun/Divulgação

Santos aposta em time experiente para derrotar o Mirassol

Muricy havia testado seis jogadores da base, mas preferiu não utilizá-los

SANCHES FILHO, Agência Estado

21 de março de 2013 | 08h05

SANTOS - Muricy Ramalho chegou a ensaiar a escalação do Santos com seis jogadores formados na base do clube para enfrentar o Mirassol, nesta quinta-feira, às 21 horas, na Vila Belmiro, pela 13.ª rodada do Campeonato Paulista, mas mudou de ideia. Sem Neymar e Montillo (estão nas seleções do Brasil e Argentina), Marcos Assunção e Émerson Palmieri (lesionados) e Cícero (suspenso), o treinador preferiu apostar na experiência com a entrada dos argentinos Miralles e Pato Rodriguez, que vão formar o trio ofensivo com André. O veterano Léo retorna à lateral esquerda em razão de uma lesão sofrida por Émerson na última terça e Felipe Anderson será o armador.

"A orientação é para ficarmos sempre ligados sem a bola e quando estivermos com ela saber atacar, ter disciplina tática", disse Felipe Anderson após o treino desta quarta, no CT Rei Pelé, revelando as instruções do comandante. "Eu sou bastante disciplinado e vou jogar mais pelo lado direito. Pato vai explorar a característica dele, indo pra cima e se movimentando pelo meio e pelo lado esquerdo. Nós dois vamos dividir a armação e ajudar na marcação também".

O garoto Giva foi titular duas vezes nas ausências de Neymar e entrou no segundo tempo diante do Corinthians e do Guarani. E nas quatro oportunidades o seu rendimento foi destacado por Muricy Ramalho. Porém, entre o rodado Miralles, vice-artilheiro santista na temporada, com cinco gols em sete jogos, e a jovem promessa, o treinador optou pelo argentino. Não apenas pelo gols, mas devido à obediência tática e inteligência com que o atacante se coloca em campo.

No segundo semestre de 2012, Pato ficou longe de ser o jogador que o Santos acreditava que ele fosse. A explicação dele foi que estranhou a mudança de país e que sentia saudade da família e dos amigos. Nesta temporada, o meia-atacante ganhou pontos com Muricy Ramalho ao entrar no segundo tempo contra o XV de Piracicaba e levar o time para frente. No jogo desta quinta, o argentino vai atuar na sua verdadeira posição, como atacante de velocidade pela esquerda, espaço normalmente ocupado por Neymar.

Dos novos titulares, o mais motivado é Felipe Anderson, que por pouco não foi negociado com a Lazio, da Itália, em janeiro. O meia quer mostrar que evoluiu e pretende deixar para trás o rótulo que recebeu de Muricy Ramalho de ser eterna promessa. Ele diz que aprendeu lições importantes no ano passado com as cobranças do treinador e lembra que jogou bem nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro de 2012. "Mas eu sabia que iria perder um pouco do espaço que havia conquistado em razão de ficar fora da pré-temporada devido à minha participação no Sul-Americano Sub-20. Agora estou com a cabeça apenas no Santos e quero reconquistar o que perdi", disse o jogador.

SANTOS - Rafael; Bruno Peres, Edu Dracena, Durval e Léo; Renê Júnior, Arouca e Felipe Anderson; Miralles, André e Patito Rodriguez. Técnico: Muricy Ramalho.

MIRASSOL - Emerson; Pio, Leonardo, Gian e Leomir; Alex Silva, Mineiro, Camilo e Thiago Luís; André e Luís Caion. Técnico: Ivan Baitello.

Juiz: Rodrigo Braghetto.

Horário: 21 horas.

Local: Vila Belmiro. 

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPaulistãoSantos FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.