Santos apresentará Léo com festa na Vila Belmiro

Lateral-esquerdo vai saudar a torcida antes da partida contra o Guaratinguetá na estreia do time no Paulistão

Sanches Filho, Agencia Estado

20 de janeiro de 2009 | 19h29

SANTOS - Uma das torcidas uniformizadas sugeriu e o Santos aprovou a ideia: o lateral-esquerdo Léo, bicampeão brasileiro (2002 e 2004), será apresentado com uma grande festa na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, pouco antes da estreia do time no Campeonato Paulista, enfrentando o Guaratinguetá. Veja também:Kléber Pereira pode deixar o Santos para jogar na ArábiaEspecial: as armas dos times para o Paulistão 2009 Paulistão 2009 - TabelaConfira as novidades do mercado do futebol Dê seu palpite no Bolão Vip do LimãoO jogador se desligou amigavelmente do Benfica, de Portugal, no começo da semana passada, seis meses antes do encerramento do seu contrato, e está de volta ao clube que o levou à seleção brasileira e ao futebol europeu. E avisou que volta para ficar. Depois de encerrar a carreira, o sobrinho do ex-ponta-esquerda Tite quer continuar no Santos, como dirigente remunerado ou trabalhando com as equipes da base.Léo retornou de Portugal domingo passado. Ele desembarcou no Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio, e seguiu para a cidade de Campos, onde moram seus pais. A princípio, deveria chegar a Santos na manha desta terça-feira, para assinar o que poderá ser o seu último contrato como jogador. Mas, como choveu muito no Rio na noite de segunda, resolveu viajar neste terça, com previsão de chegada à noite em Santos. Ainda sem saber se o equatoriano Bolaños terá condições de estrear contra o Guaratinguetá, os dirigentes querem aproveitar o retorno de um de seus maiores ídolos nos últimos anos para motivar o torcedor a comparecer à Vila Belmiro na primeira partida do Paulistão. O retorno de Léo, aos 33 anos, tirou o espaço de Kléber, que teve os direitos federativos comprados pelo Grupo Sonda e se não for negociado com algum clube será repassado ao Internacional. Nesta terça ele treinou normalmente, mas não vai enfrentar o Guaratinguetá. O lateral está magoado com a diretoria, que vinha tratando de sua saída desde dezembro sem comunicá-lo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.