Ivan Storti/ Santos FC
Ivan Storti/ Santos FC

Santos avisa São Paulo que não vai liberar Ricardo Oliveira

Time do Morumbi quer o atacante, mas não está disposto a pagar multa milionária pelo jogador de 36 anos

Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

07 de dezembro de 2016 | 07h05

O São Paulo tentou a contratação do atacante Ricardo Oliveira, a pedido do técnico Rogério Ceni, mas o Santos esfriou as negociações e já avisou que não pretende liberar o jogador de 36 anos. "O presidente Modesto (Roma) me ligou, foi super claro e transparente, e disse que não vai liberar o atleta", explicou Marco Aurélio Cunha, diretor executivo de futebol do tricolor.

A intenção era oferecer um contrato de dois anos para o veterano, que ainda mora em Alphaville, na grande São Paulo. Ricardo Oliveira tem contrato com o Santos até o final de 2017 e sua multa é de 50 milhões de euros, o equivalente a R$ 182,7 milhões. "Acho que não vai dar mesmo. A multa é absurda e não vamos pagar", continua Marco Aurélio.

O São Paulo só fecharia com o atleta caso o Santos liberasse e a diretoria tricolor promete não forçar a barra, até pela boa relação que mantém com o time da baixada. Neste ano, Ricardo Oliveira recebeu uma ótima proposta do futebol chinês, mas o Santos não liberou, o que deixou o atacante irritado. Mesmo assim ele se manteve como um dos artilheiros da equipe.

Sem muita opção no mercado, Marco Aurélio Cunha ainda não desistiu de contratar um centroavante para a equipe. O São Paulo já avisou que não pretende fazer loucuras e o dirigente continua de olho em novas opções para reforçar o time. "Só neste ano perdemos Calleri, Alan Kardec, Rogério e Kieza. Não está fácil", conclui.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

  • Daniel Alves: o garoto de Juazeiro que ganhou o mundo e espera brilhar no São Paulo
  • Sem Messi, seleção argentina é convocada para amistosos contra Chile e México
  • Coutinho ganha a camisa 10 e celebra empréstimo ao Bayern: 'Estou muito motivado'
  • Podcast: personalidades do esporte analisam a situação do futebol no Brasil

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.