Santos baixa preço de ingressos

O Santos quer começar o Campeonato Brasileiro em clima de festa, domingo, às 18h, contra o Paraná Clube, na Vila Belmiro. Os dirigentes já fizeram a sua parte, baixando de R$ 15 para R$ 10 o preço da arquibancada - os ingressos serão colocados à venda a partir de amanhã -, e os jogadores, empolgados com o sucesso do time na primeira fase da Copa Libertadores da América, prometem manter o estilo ofensivo do time. "Não há como mudar a maneira de jogar de uma competição para outra, embora a Libertadores da América seja completamente diferente. Se estamos indo bem jogando dentro do nosso estilo, o melhor em continuarmos dessa maneira, apenas lembrando sempre que numa competição de pontos corridos, há necessidade de vencer sempre dentro de casa", analisou Diego, que tem sido o destaque da equipe nos últimos jogos. "Nossa vantagem é exatamente essa ofensividade e a gente percebe que o time está subindo de produção. Falam que lá na frente estamos estranhando a troca de Alberto por Ricardo Oliveira, mas isso não existe. Ao contrário: eu me sinto melhor jogando ao lado do Ricardo, que volta para me ajudar no meio-de-campo e abre espaços para quem vem de trás. Quanto ao fato dele pegar a bola e não passá-la para ninguém, não posso reclamar porque ele vem fazendo os gols que ajudam muito a gente a vencer." Hoje à tarde, na reapresentação, Leão conversou com os jogadores, alertando para a responsabilidade do time na competição, em razão de ter sido o campeão no ano passado. "Todos estão conscientes de que vamos disputar uma competição diferente da de 2002. Dosamos a preparação para que a equipe vá subindo aos poucos e consiga manter a regularidade até a final, porque não haverá necessidade para que chegue ao pico da produção no final do ano, uma vez que não teremos semifinais e finais. Estamos num estágio de ascensão e a minha previsão continua sendo que vamos atingir o ponto ideal no final de abril ou começo de maio. Depois o trabalho será apenas de manutenção. Porém nada impede que isso aconteça antes", analisou o técnico. No treino de hoje à tarde, o preparador físico Antônio Barbosa deu exercícios para apurar a velocidade, agilidade e reflexo do grupo, durante uma hora. Dentro da programação que ele, Leão e o fisiologista Cláudio Pavanelli fizeram para o Campeonato Brasileiro, essa foi a última etapa da preparação antes da estréia. "Vamos começar com cerca de 70, 75% da nossa capacidade física, marca ideal para os jogos do Brasileiro, Libertadores e Pan-Americana que vamos disputar. Foi feito um trabalho para prevenir lesões musculares e para que todos terminem bem o ano." Sem problemas de contusões, Leão tem o time escalado com Fábio Costa; Michel, Alex, André Luís e Léo; Paulo Almeida, Renato, Elano e Diego; Robinho e Ricardo Oliveira. Amanhã e sábado os treinos serão no período da manhã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.