Santos bate Crac e passa às oitavas da Copa do Brasil

Apostando nos garotos, equipe paulista fez o suficiente para se classificar

AE, Agência Estado

24 de julho de 2013 | 23h45

CATALÃO (GO) - Em uma aposta ousada, com vários jogadores reservas (e garotos) em campo, o Santos fez o suficiente nesta quarta-feira para conseguir a classificação às oitavas de final da Copa do Brasil. Depois do empate por 1 a 1 no jogo de ida, na Vila Belmiro, o time santista precisava vencer o CRAC-GO, ou empatar por 2 a 2 em diante, e garantiu a vaga com o triunfo por 2 a 0, no estádio Genervino da Fonseca, em Catalão (GO).

Caso fosse eliminado pelo time que disputa a Série C do Campeonato Brasileiro, o Santos perderia a chance de conquistar uma vaga de forma mais tranquila à Copa Libertadores do ano que vem (são apenas 14 jogos) e teria de disputar a menos badalada Copa Sul-Americana. Agora, na próxima fase, a Copa do Brasil contará com os clubes que disputaram a Libertadores desta temporada - com exceção do São Paulo, que terá que defender o título da Sul-Americana e foi substituído pelo Vasco.

Como as oitavas de final serão realizadas somente a partir de 21 de agosto, o Santos volta as suas atenções para o Campeonato Brasileiro. Melhor clube paulista na competição - está na sétima colocação, com 12 pontos, o time volta a campo neste sábado contra a Ponte Preta, às 21 horas, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela nona rodada.

Em campo, os garotos do Santos - reforçados pelo goleiro Aranha, pela zagueiro Durval e pelo lateral-esquerdo chileno Mena - não sentiram o peso de um jogo decisivo e mostraram muita vontade e disposição tática. Um destes garotos, o zagueiro Gustavo Henrique, deu mais tranquilidade ao time ao marcar o primeiro gol, logo aos oito minutos de jogo, ao completar uma falta cobrada pelo lateral-direito Galhardo.

Com a vantagem, o Santos se fechou um pouco mais na defesa e buscou os contra-ataques. Até o intervalo, foi pouco incomodado pelo CRAC, mas também não levou mais perigo ao gol defendido por Aleks. Na segunda etapa, o panorama foi o mesmo, mas desta vez o time santista foi mais eficiente e conseguiu o segundo gol, em um contragolpe, com o meia Leo Cittadini, aos 30 minutos. Vaga garantida.

FICHA TÉCNICA

CRAC 0 x 2 SANTOS

CRAC - Aleks; Rodinei, Bruno Alves, Ben Hur e Rodrigo Crasso; Coquinho, Didi (Johnatan), Washington e Diogo Medeiros; Danilo e William Amendoim (Marcelo Kilder). Técnico: Marcelo Rocha.

SANTOS - Aranha; Galhardo, Gustavo Henrique, Durval e Mena; Alan Santos, Leandrinho, Alisson (Lucas Octávio) e Pedro Castro (Leo Cittadini); Neilton e Giva (William José). Técnico: Claudinei Oliveira (interino).

GOLS - Gustavo Henrique, aos 8 minutos do primeiro tempo; Léo Cittadini, aos 30 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Diogo Medeiros (CRAC); Gustavo Henrique (Santos).

ÁRBITRO - Wagner Reway (MT).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Genervino da Fonseca, em Catalão (GO).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa do BrasilSantos FCCRAC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.