Santos bate o Vasco por 5 a 2 e respira no Brasileirão

Vitória deixa time paulista a uma posição de sair da zona de rebaixamento; Kléber Pereira fez 3 gols de pênalti

Milton Pazzi Jr., estadao.com.br

27 de julho de 2008 | 18h01

O Santos deu mostras neste domingo ao seu torcedor de que tem time para, pelo menos, ficar na Série A do Brasileirão em 2009. Venceu o Vasco por 5 a 2 na Vila Belmiro em tarde de Kleber Pereira, que fez três gols, todos de pênalti, todos sofridos por Maikon Leite, e soma agora 14 pontos, ficando na 18.ª e antepenúltima posição na classificação, a uma de sair da incômoda zona de rebaixamento.Veja também: Ouça os gols da partida pela Eldorado/ESPN Santos vê evolução e acredita que sairá do rebaixamento  Classificação Calendário / ResultadosTempo não falta ao time comandado por Cuca, afinal, esta foi apenas a 15.ª de 38 rodadas. A rapidez, porém, é o que todos esperam dos jogadores e foi assim nesta partida. Em 45 minutos, o time alvinegro da Baixada Santista definiu a partida. Tudo graças aos contra-ataques bem armados, em rapidez, e à habilidade de Maikon Leite nas jogadas individuais - associado, claro, à inabilidade dos marcados vascaínos.  SANTOS 5 Douglas; Apodi    , Domingos, Fabiano Eller e Michael (Carleto);Adriano (Hudson), Dionísio    , Kleber (Wesley) e Molina; Maikon Leite e Kleber Pereira. Técnico: Cuca  VASCO 2 Tiago    ; Wagner Diniz, Luizão, Eduardo Luiz e Edu      (Roberto); Rodrigo Antonio    , Byro, Madson     e Leandro Bonfim (Vinícius); Leandro Amaral e Alan Kardec (Abubakar). Técnico: Antonio Lopes Gols: Molina, aos 17, Kleber Pereira, aos 31, 39 e 48 (todos de pênalti) e Leandro Amaral aos 36 minutos do primeiro tempo; Madson aos 37 e Molina aos minutos do segundo tempo.Árbitro: Giuliano Bozzano (SC)Renda: R$ 93.462,00Público: 10.738 (total)Estádio: Vila Belmiro, em Santos (SP)O primeiro gol foi rápido. Aos 17 minutos, Kleber bateu lateral rápido, Maikon Leite recebe e passa para Molina chutar e marcar. Depois, pode parecer repetição, mas foram três pênaltis cometidos pelo Vasco e os três foram convertidos em gols por Kleber Pereira, vice-artilheiro da Série A, agora com nove gols, aos 31, 39 e 48 minutos. Nos dois primeiros gols, ele bateu no meio, sem defesa para Tiago. No último, ele mudou o canto - chutou a bola no direito - já que encarou outro goleiro: Roberto, pois Tiago foi expulso pelo segundo cartão amarelo pelo pênalti cometido.No meio disso, o torcedor vascaíno ainda viu Leandro Amaral, aos 36 minutos, diminuir a desvantagem no placar, marcando o gol num escanteio - a bola foi batida por Madson, com Alan Kardec desviando na primeira trave e o atacante, sem marcação, colocando o corpo para desviar a bola, meio de coxa. Mas, a desvantagem no final com a expulsão de Tiago - e a entrada de Roberto com a saída de Edu - diminuiram a força ofensiva do time carioca.TEMPO QUE PASSANo segundo tempo, com a vantagem no placar e no total de jogadores, o Santos tratou de administrar o jogo. Viu o Vasco tentar uma ou outra vez, com Rodrigo Antônio e quase nunca com Alan Kardec, e garantir de vez os três pontos - se é que alguém tinha dúvida de que viriam - quando Maikon Leite, de novo pelo lado do campo, foi ao fundo após passar pela marcação vascaína e cruzar para Molina, de novo, só empurrar para o gol e fechar a conta nos 5 a 2. Pois é. Novamente, antes disso, teve outro gol do Vasco, agora de Madson - ele cobrou falta e a bola desvia em Domingos, enganando o goleiro Douglas, aos 37 minutos. Mas a festa dos torcedores e a satisfação do time santista pela terceira vitória no campeonato ofuscaram o lance. Aos gritos até de "olé, olé", o Santos terminou a partida acreditando que, no próximo jogo, contra o Internacional, quarta em Porto Alegre, às 21h50, pode enfim sair da zona de rebaixamento.

Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCVascoBrasileirão Série A

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.