Santos: bronca geral por vacilo

O técnico Vanderlei Luxemburgo teve uma conversa com seus jogadores nesta quarta-feira e alertou para o vacilo de domingo, no empate com o Paysandu. "Fiquei muito chateado porque minha equipe deixou de fazer sua parte e a felicidade só passou a existir porque o Grêmio fez a parte do Santos, tirando pontos do Atlético-PR", comentou o treinador aos jornalistas. E cobrou o grupo: "deixamos escapar a chance de voltar à liderança lá atrás contra o Criciúma e agora perdemos essa oportunidade de novo".Sua cobrança maior é porque "o time que pretende ser campeão não pode perder a oportunidade de assumir a liderança; nós tivemos e não conseguimos". Para Luxemburgo, com o empate do Atlético com o Grêmio, o campeonato continuou aberto. "O Atlético tem vantagem, mas o Santos, o São Paulo e o São Caetano continuam na luta".O mesmo Grêmio que tirou dois pontos do Atlético será o adversário do Santos no domingo, partida que será disputada em São José do Rio Preto (SP) devido a interdição da Vila Belmiro. Para esse jogo, o técnico Vanderlei Luxemburgo não poderá contar com os zagueiros Antônio Carlos e André Luís, além do centroavante William, que irão cumprir suspensão automática.Elano mais uma vez desfalcará o time. Ele foi submetido a uma ressonância magnética ontem, ainda sentia dores e foi vetado pelo médico Carlos Braga. Já Preto Casagrande, cumpriu a suspensão e poderá reforçar o meio-de-campo. Luxemburgo ainda não definiu a equipe, mas dificilmente irá manter o esquema 3-5-2, já que contará com apenas três zagueiros e um deles, provavelmente Domingos, deverá ficar no banco.Nesta quarta-feira o time treinou em dois períodos no CT Rei Pelé e nesta quinta às 16 horas os jogadores embarcam de jatinho na Base Aérea de Santos para São José do Rio Preto. Um treinamento está programado para a tarde e na sexta a equipe será definida pelo treinador, que espera um jogo complicado."Sem a responsabilidade do resultado, o jogador pode ficar mais leve, se sente mais descompromissado, dá uma caneta, um chapéu porque sabe que não vai levar a dura com o time já rebaixado mesmo", disse ele, lembrando outro aspecto que pode motivar o adversário: "com certeza, os atletas não quiseram levar o Grêmio para a segunda divisão. Eles não tiveram capacidade para manter a equipe na primeira, mas tem o brio deles que pode pesar."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.