Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Santos busca 1ª vitória fora de casa

Na primeira partida do técnico Vanderlei Luxemburgo à frente da equipe do Santos pelo Campeonato Brasileiro, o time busca a primeira vitória fora de casa diante do Atlético Paranaense, às 18 horas, na Arena da Baixada, em Curitiba. O time chegou àcapital paranaense bastante entusiasmado com a classificação para as quartas-de-final da Taça Libertadores da América e prometendo muita disposição para levar três pontos à Vila Belmiro. "Ir bem em uma competição dá motivação para jogar na outra também", afirmou o atacante Robinho. "A vontade e o objetivo devencer são os mesmos." A disposição mostrada pelos jogadores na vitória por 2 a 0 sobre a Liga Deportiva Universitária (LDU), doEquador, na terça-feira, e posterior classificação em cobranças de pênaltis, é destacada pelos próprios autores da façanha. "A gente vai procurar fazer o mesmo que fizemos contra a LDU, jogando com determinação e vontade e procurando repetir o mesmofutebol", reforçou Renato. Mas não faltam elogios ao adversário, sobretudo por estar jogando em casa, onde a torcida exerce grande pressão. "Conheço bem o time do Atlético", disse o técnico Vanderlei Luxemburgo. "Jogando na Baixada é sempre muito forte, por isso as dificuldades serão enormes." O poder da torcida também é lembrado por ele, ao ser questionado se o adversário não poderia adotar uma postura mais defensiva, visto o talento e a velocidade que os atacantes santistas já demonstraram. "Duvidoque a torcida vá deixar o time esperar, ela joga o time para cima, é a característica jogando na Baixada." Luxemburgo ainda não conseguiu fazer uma análise da tabela do Santos no Brasileiro, o que somente será feito na próxima semana, quando se reunir com a comissão técnica. "Vamos começar a direcionar o nosso planejamento, o que nós precisamos na competição." Mas de uma coisa ele tem certeza, e ela precisa ser colocada em prática neste sábado. "No Campeonato Brasileiro, o importante é ir na casa do adversário e conquistar pontos. Se não conquistar não tem condições de ganhar o Brasileiro. É isso que vamos buscar." Durante a noite de quinta-feira choveu bastante em Curitiba, uma chuva fina que ainda caía no início da manhã de sexta. Por volta das 10 horas, quando começou o treino do Santos na Vila Capanema, do Paraná Clube, o tempo já estava bom, mas o gramado encharcado e os jogadores ainda sentindo um pouco de cansaço impediram que fosse feito um coletivo. Assim, Luxemburgo deixou a definição do substituto de Diego, que sofreu uma lesão na coxa direita, para este sábado. "Tenho umpouco mais de tempo para saber quem vou colocar." Preto Casagrande, Lopes e Basílio lutam pela vaga. Dependendo da opção do treinador, Renato poderá atuar mais avançado, com a função de armar as jogadas. "Já joguei ali e não vejo problema algum", disse o jogador. "Quementrar no espaço do Diego vai mostrar função tática boa para sairmos vitoriosos." Com possibilidades de deixar o time no meio doano, para atuar no exterior, o volante Paulo Almeida reafirmou nesta sexta-feira que não deixará de dividir bolas em razão disso. "Toda vez que visto a camisa do Santos procuro fazer meu melhor, dar meu máximo."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.