Santos busca apoio para manter estrelas

Santos e Vanderlei Luxemburgo ainda não acertaram a renovação do contrato, que deverá ocorrer ainda antes do Natal, quando o treinador viajará para o Rio de Janeiro para as festas natalinas. Ao mesmo tempo em que trata de renovar os contratos da comissão técnica e do elenco, a diretoria santista procura fechar parceria com grandes empresas para resistir ao assédio dos clubes europeus atrás de seus principais jogadores.Marcelo Teixeira tem pressa na renovação dos contratos para definir o time para o primeiro semestre de 2005, quando investirá o máximo para a conquista da Libertadores da América e, de quebra, sair da fila do Paulista, competição que não vence desde 1984. Mas isso não é tão fácil em um curto espaço de tempo, pois são 20 os compromissos a serem acertados.O presidente santista dá prioridade à continuidade de Vanderlei Luxemburgo no comando da equipe, mas conta com a possibilidade de o treinador acertar mesmo com o Corinthians. O maior atrativo que os santistas oferecem é a possibilidade da conquista da Libertadores, além de um salário compatível com os valores trabalhados no futebol brasileiro. Mas a proposta corintiana é irrecusável em termos financeiros e nem o Santos estaria disposto a fazer loucuras para manter Luxemburgo.Reforços - Já em relação ao elenco, Teixeira não irá abrir mão de seus principais jogadores e ainda pretende reforçar o elenco. Para isso, está negociando duas parcerias - uma delas a Panasonic - que podem oferecer os recursos necessários à formação de um time mais forte do que o atual. A Bombril, assim, pode estar perdendo o espaço na camisa do Santos.Quando a Bombril acertou o patrocínio com o Santos, poucos acreditavam no time dos Meninos da Vila, em formação durante 2002, e já na primeira temporada o Santos foi campeão brasileiro. Nesses três anos, os santistas disputaram duas vezes a Libertadores, foi campeão nacional duas vezes e vice uma.Com mais dinheiro nos cofres, Marcelo Teixeira pretende conter o assédio dos times europeus. "Vamos resistir até quando der esse assédio do futebol europeu e suas ofertas milionárias", disse ele. Assim, já se acredita que jogadores como Léo, Elano e André Luís possam continuar na Vila Belmiro até metade do ano, tempo suficiente para disputar a competição sul-americana.Nesta terça-feira, a diretoria participou de uma missa no Monte Serrat, em agradecimento à Nossa Senhora do Monte Serrat pelo título conquistado. Por outro lado, o volante Narciso, que estava internado na Beneficência Portuguesa com fortes dores no nervo ciático, foi transferido para um hospital em Curitiba.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.