Santos busca condicionamento físico ideal

Parte do elenco do Santos teve apenas uma semana de treino com bola na pré-temporada, alguns reforços ainda estão chegando e na terça-feira retornaram os cinco titulares que disputaram o Pré-Olímpico. Esses fatores estão provocando uma grande diferença no estágio físico dos atletas, mas isso não preocupa o preparador físico Barbosa. Segundo ele, o grupo está com um índice de condicionamento físico que varia entre 70 e 75%. "É o normal no início da temporada e não podemos nos abalar", disse ele, lembrando que o planejamento para este ano prevê a disputa de quatro competições importantes. "Por isso, é preciso ter paciência", completou.Enquanto a maior parte dos jogadores teve férias e participou da pré-temporada, o meia-atacante Lopes treina em separado para atingir o nível de seus companheiros. Já os cinco titulares que retornaram da sub-23 foram logo reincorporados ao elenco. Eles não tiveram descanso depois do Brasileiro e a primeira folga será nesta quinta-feira. "Vamos tomar um cuidado muito grande com esses jogadores", revelou Barbosa. "Com esse calendário do nosso futebol nós não podemos deixar um jogador quinze dias parado, como foi as férias dos outros atletas".Por conta disso, ele acha que o melhor é colocar mesmo todos no grupo e trabalhar com cuidado por causa do desgaste: "vamos procurar fazer uma carga menor de trabalho dentro desse período para que eles possam voltar aos poucos ao normal".O preparador físico pretende que o grupo esteja com o índice de 80 a 90% de condicionamento físico em abril, pois é preciso dosar bem as atividades para que os jogadores não venham a sentir depois, no longo Campeonato Brasileiro. Isso, sem descuidar do Paulista, que está sendo disputado, e da Libertadores da América, com estréia do Santos programada para dia 5 de fevereiro. "São competições importantes e o objetivo é vencer todas; por isso, o preparo físico tem de ser cuidado com muita atenção".Entrosamento - Além da diferença na condição física, o grupo só nesta quarta-feira começou a jogar completo, embora Diego ainda não faça sua estréia no Paulista por estar contundido. Assim, os jogadores da temporada passada tiveram o primeiro contato com os cinco colegas que estavam na seleção sub-23 na terça-feira e no jogo desta quarta-feira contra o Mogi Mirim. "É normal que, na terceira rodada do campeonato, o time ainda não esteja bem entrosado, mesmo porque só nesta semana chegaram os companheiros que disputaram o pré-olímpico", disse o capitão Renato.Segundo ele, esse entrosamento é questão de pouco tempo. "A base do time foi mantida, os reforços que chegaram são de alto nível e não teremos problemas".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.