Fábio Motta/Estadão
Fábio Motta/Estadão

Santos tenta acabar com a falta de vitórias como visitante

Equipe da Vila Belmiro terá próximos dois jogos em casa

O Estado de S. paulo

03 de agosto de 2015 | 07h00

O Santos saiu do Maracanã no domingo comemorando o resultado. Diante de mais de 60 mil pessoas e saindo atrás no placar por 2 a 0, a equipe da Vila Belmiro conseguiu arrancar o empate diante do Flamengo. Mas, com o resultado, a equipe do técnico Dorival Junior ainda tem uma barreira para quebrar no Brasileirão: vencer fora de casa. Dos 16 jogos disputados até agora, nove foram longe da Vila Belmiro, com seis derrotas e três empates.

"Estamos tentando vencer fora de casa. Não podemos repetir o primeiro tempo (contra o Flamengo) e a atuação base é o segundo tempo. Jogando assim tenho certeza que conseguiremos resultados", afirmou o atacante e artilheiro do Brasileirão, Ricardo Oliveira. 

A mudança na postura da equipe parece ser decisiva para a certeza de Ricardo Oliveira para que, em breve, o Santos vença fora de casa. Desde que Dorival Júnior assumiu, foram duas partidas em casa e duas fora, e apenas uma derrota, o clássico contra o Palmeiras. 

"Vínhamos lamentando muito. Eram boas partidas com péssimos resultados. Fizemos uma reflexão acerca da nossa participação no Brasileiro. Muita gente vai dizer que não é parâmetro, mas o Paulista (onde o Santos foi campeão) é um dos mais difíceis. E o time está crescendo dentro da competição", destacou o camisa 9 do Santos.

EM CASA

Nas próximas rodadas, entretanto, o Santos não terá que se preocupar com seu fraco retrospecto como visitante. Os adversários do Santos na sequência do Campeonato Brasileiro serão Coritiba e Vasco na Vila Belmiro. Em casa, o time tem 14 dos 17 pontos conquistados até aqui. São quatro vitórias, dois empates e apenas uma derrota.

"Na teoria seria importante se acontecesse, mas no futebol não existe só a teoria. Estaremos enfrentando duas equipes que estão na mesma situação que nós, então não tem favoritismo", falou o técnico Dorival Júnior após a partida contra o Flamengo. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.