Santos cede empate para Inter na Vila

A equipe do Santos continua fora de sintonia. No dia em que o ataque foi bem, Oséas marcou dois gols e realizou belas jogadas com Willian e Robert, a defesa falhou no posicionamento e cometeu erros infantis, colaborando para o empate com o Internacional, por 3 a 3, na Vila Belmiro, pela Copa do Brasil. A harmonia entre torcida e o Celso Roth voltou a ficar abalada e as vaias se repetiram.A apresentação do time santista foi bem definida pelo polêmico goleiro Fábio Costa. "Está tudo errado, no dia em que fomos muito produtivos no ataque, o sistema defensivo deixou a desejar. Fomos infelizes aqui atrás."Agora, o Santos vai precisar vencer o adversário na próxima quarta-feira, no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Antes, compromisso pelo Torneio Rio-São Paulo, contra o Americano, em Campos, no sábado.O jogo começou em alta velocidade, com belas jogadas de ataque. Logo no primeiro minuto, o Santos abriu o placar, com Odvan, escorando de cabeça cobrança de falta de Robert. Foi o único lampejo lúcido dos atletas do setor de marcação santista. O Inter reagiu de imediato. Fernando Baiano, aos 6 minutos, passou como quis pelo zagueiro Preto e bateu cruzado: 1 a 1. Oséas, em noite inspirada, colocou o Santos em vantagem aos 10 minutos, ao corrigir, de cabeça, uma finalização errada de Michel.Volta à cena a desorganizada defesa. Em um cruzamento despretensioso para a área, Cléber puxa Claiton pela camisa. Pênalti. Fernando Baiano cobra e empata, aos 32 minutos. E o Inter poderia ir para o intervalo em vantagem. Aos 34, Fabiano, cara-a-cara, chuta para fora.O segundo tempo é idêntico. Ataque arrasando e defesa entregando. Aos 8, Oséas tabela com Robert e marca belo gol. Mas o Inter não se entrega e empata. Fernando Baiano cruza. Léo chega atrasado e Fabiano define. Minutos antes do final da partida, Fábio Costa ainda viu Diogo Rincón carimbar a trave.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.