Santos certo da permanência de Robinho

Robinho ainda não confirmou a afirmação feita recentemente pelo presidente do Santos, Marcelo Teixeira, de que ficará na Vila Belmiro até a Copa de 2006 - o jovem atacante disse que só fala sobre seu futuro em julho. Mas, neste sábado, o dirigente voltou a mostrar total segurança na permanência do principal jogador do elenco santista."Está havendo um abuso na insistência de perguntas para que o Robinho analise a declaração do presidente. A declaração do presidente é dada e ao funcionário cabe acatá-la", disse Marcelo Teixeira, ao comentar o fato de o jogador não falar sobre seu futuro no clube. "Queremos que o Robinho permaneça no Santos durante muitos anos e isso caberá ao destino decidir." Grande nome do futebol brasileiro que atualmente ainda continua no País, Robinho vem sendo assediado por diversos clubes europeus. Comenta-se na Espanha, inclusive, que ele já teria acertado sua ida para o Real Madrid."O que existe é que uma parte da imprensa dizia antes de acabar o ano que o Robinho estaria na Europa a partir de janeiro e essa parte não se conforma em ver o jogador presente no Brasil e ainda continuam a insistir que ele sairá do Brasil a partir do meio do ano. Vamos ver. O destino dará o resultado final a esse caso e o leitor ou ouvinte vai, no momento certo, saber discernir aquele que estava falando a verdade ou a mentira", afirmou o presidente do Santos.Quanto ao futuro de Deivid, Marcelo Teixeira confirmou que tem interesse em manter o jogador no Santos. Afinal, o empréstimo dele acaba em junho e o Bordeaux, da França, deseja negociá-lo definitivamente."O jogador já manifestou seu interesse em permanecer no Santos, já disse isso ao presidente do Bordeaux e isso tem facilitado bastante as negociações. Estou muito esperançoso que conseguiremos manter o Deivid por mais alguns períodos", contou Marcelo Teixeira.Sobre reforços, o presidente confirmou que existe mesmo a possibilidade de Giovanni voltar para a Vila Belmiro. "É um grande jogador e reconheço até que havia dito que o atleta não estava encaixado na filosofia do Santos, como continua não estando pela sua idade, mas confesso que tive uma conclusão precipitada, pelo que me mostraram aqueles que estavam acompanhando os campeonatos estrangeiros", afirmou Marcelo Teixeira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.