Santos chega ao Brasil confiante no futuro nos campeonatos

O Santos voltou da Bolívia reclamando do juiz, do gramado ruim e encharcado e da violência dos adversários, mas com a certeza de que vai entrar no Grupo 8 da Copa Libertadores, depois de ter vencido o Blooming por 1 a 0, em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, na quarta-feira. Para confirmar a vaga, bastará um empate no jogo de volta, na próxima quarta-feira, na Vila Belmiro. Na próxima fase, seus adversários serão o Deportivo Pasto (Colômbia), Defensor (Uruguai) e Gimnasia y Esgrima (Argentina). A vitória foi a primeira fora de São Paulo, depois dos 3 a 1 diante do URT, em Minas Gerais, pela Copa do Brasil, no dia 22 de março do ano passado. No desembarque do time nesta quinta à tarde, no aeroporto internacional de São Paulo (Cumbica), os jogadores santistas falavam mais do clássico com o Palmeiras, domingo à noite, no Estádio Palestra Itália, do que na partida da véspera. "Acho bom jogar quarta-feira e domingo. Sei que tem gente que não gosta, mas esse é o calendário do futebol brasileiro e temos que respeitar", disse Cléber Santana, artilheiro do Campeonato Paulista, com cinco gols. O meia achou normal ter perdido o pênalti. "Isso acontece com qualquer um e se o professor Luxemburgo quiser trocar o cobrador, não tem problema. Só que quando cobrei pênalti e converti ninguém falou em trocar." Líder e único time do Paulistão com 100% de aproveitamento, o Santos acredita que ficará em situação cômoda para se classificar às semifinais do Estadual se derrotar o Palmeiras, o que lhe permitirá se concentrar mais nas próximas etapas da Libertadores. Vanderlei Luxemburgo ainda não decidiu se Neto será o substituto do lateral-direito Pedro, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Como o jogador não foi inscrito para Libertadores e não faz parte de seus planos, não está descartada a possibilidade de Rodrigo Tabata ser improvisado na posição. Maldonado sofreu uma pancada na coxa direita e teve que ser substituído no segundo tempo contra o Blooming, mas acha que não será problema para o clássico. Mas, como Luxemburgo tem jogadores de sobra para o meio-campo, o chileno pode ser poupado ou ficar no banco. Os jogadores voltam a treinar nesta sexta às 16h30 no CT Rei Pelé. Em seguida, Luxemburgo atenderá a imprensa, mas não deve antecipar se vai poupar parte dos titulares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.