Santos cogita oferecer carta branca para ter Luxemburgo

Presidente Marcelo Teixeira não esconde que seu sonho é o retorno do técnico que está no Palmeiras

Alex Sabino, Jornal da Tarde

26 de setembro de 2008 | 10h34

Para o Santos, 2009 já começou. O clube faz planos para a próxima temporada, embora o presidente Marcelo Teixeira não entre em detalhes. Elogia o trabalho de Márcio Fernandes, mas não confirma a permanência dele. Isso porque o mandatário santista alimenta o sonho de levar Vanderlei Luxemburgo de volta para a Vila Belmiro.Veja também:Kléber afirma ganhar novo ânimo com convocaçãoVolante Wendel fala em levar o Santos à Sul-AmericanaMarcelo Teixeira não descarta rebaixamento do Santos Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão"O ideal seria que estivéssemos classificados para a Copa Libertadores. Mas mesmo sem esta competição eu acho que vale a pena tentar", disse um dirigente santista, pedindo anonimato.O projeto é montar um time forte para a próxima temporada. Uma equipe capaz de conquistar títulos e apagar a má campanha do Campeonato Brasileiro atual. A disposição de Teixeira é fazer isso com ou sem o dinheiro do fundo de investimento. A avaliação é que a pessoa ideal para levar o time adiante é Luxemburgo, que já trabalhou no Santos em 1997, 2004 e entre 2006 e 2007. Além da competência profissional, funcionaria como pára-raios para um presidente desgastado pelas cobranças sofridas neste ano.Além de oferecer ao técnico a possibilidade de manter a rotina de títulos, o Santos acena com uma carta branca: controle de todo o departamento de futebol do clube. Desde o sub-13 até os profissionais.Segundo dois cartolas ouvidos pela reportagem, o sonho acabaria definitivamente em duas situações: em caso de rebaixamento da equipe ou se o treinador for convidado para dirigir a seleção brasileira. INTACTO Praticamente toda a estrutura montada por ele até o fim do ano passado está intacta. Serginho Chulapa, que foi seu auxiliar na Vila, está de volta. Com a saída de Ílton José da Costa, Luiz Antonio Ruas Capella, com quem Luxemburgo sempre se entendeu bem, é o supervisor de futebol. Os funcionários do CT levados pelo treinador ainda estão lá.Mas o alvo do clube não quer ouvir falar do assunto. Questionado sobre o interesse do Santos, se irritou: "Não existe nada disso". Mas, enquanto sonhar não pagar imposto, o objeto de desejo santista para 2009 será Luxemburgo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.