Santos, com calma, organiza a festa

A torcida do Santos ainda está em silêncio. O clima na cidade é frio e são raras as manifestações, como bandeiras nas janelas e o uso da camisa do time. Bem ao contrário da reação do último domingo, a partir do momento em que a equipe recuperou a liderança do campeonato. A expectativa é de que o ambiente de decisão de título passe a ser vivido a partir desta quarta-feira, e a previsão é que a cidade pare no domingo, como nos jogos de Copa do Mundo, para ver o time conquistar o mais importante título do futebol nacional. Os poucos santistas que já se manifestaram estão se dirigindo paraa cidade de São José do Rio Preto, comprando parte dos 36.426 ingressos à venda. São vários os grupos organizando excursões. Uma empresa de aviação de Santgos, a Lopestur, por exemplo, ousou e fretou um avião para levar a torcida e nesta terça mesmo já estava com seus 132 lugares reservados. O sucesso foi tão grande que foi aberta uma nova oportunidade, com outro avião de 107 lugares, com cada pacote sendo vendido a R$ 550. "Até o início da tarde de quarta ele estará lotado também", disse Alexandre Lopes, dono da agência. Ele ainda tentou fretar uma terceira aeronave, mas desistiu por dois motivos: a dificuldade de encontrar ingressos e o fato de Santos recebe três transatlânticos no domingo, o que impossibilitou o fretamento de ônibus disponíveis para levar os torcedores até o aeroporto de Congonhas. Ingressos - Os bilhetes começam a ser vendidos nesta quarta às 9 horas. O único local em Santos será a Vila Belmiro e os sócios irão adquiri-los no segundo andar; já os torcedores comuns nas bilheterias do clube. Já os torcedores paulistanos poderão comprar na Santos Mania (Av . Paulista, 486 - loja 30).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.