Santos começa a pensar em 2004

Se a conquista do bicampeonato não depende só do time do Santos, a vaga para a Libertadores da América de 2004 está garantida e anima os jogadores santistas, que começam a se movimentar no sentido de renovar seus contratos por mais uma temporada ou de rever os valores recebidos até aqui. Diego, Robinho e Alex acertaram novos contratos e a situação de Léo, Renato e Fábio Costa, com vínculo até o final do ano, está sendo discutida pela diretoria. Por outro lado, já se fala em reforços para a próxima temporada e os dois primeiros nomes que surgiram na lista de interesse são Dimba e Araújo, ambos do Goiás.Toda essa movimentação tem origem na decisão de Marcelo Teixeira se candidatar à reeleição. A candidatura ainda não foi oficializada, mas não há mais dúvidas de que ele encabeçará a chapa Rumo Certo, a mesma que já lhe deu dois mandatos consecutivos. O anúncio do nome de Teixeira deverá ocorrer nos próximos dias, já que o Conselho Deliberativo publicou nesta quarta-feira edital convocando a eleição para o dia 6 de dezembro.As últimas medidas tomadas por Marcelo Teixeira repercutiram na oposição, que escolheu na noite de ontem (4) o candidato a vice-presidente e deverá anunciar seu nome no final de semana. Luís Alvaro de Oliveira Ribeiro, que disputará a presidência pela chapa Resgate Santista, entende que Teixeira deveria ter mantido jogadores e funcionários do clube afastados da disputa eleitoral. Citou o técnico Leão, que tem comentado questões políticas do clube: "ele não é sócio, conselheiro e sequer é torcedor do Santos e deveria ter sido poupado do embate eleitoral, uma vez que mantém uma relação profisssional com o clube". Acha que o treinador está sendo explorado pelo atual presidente.Luís Alvaro destacou que seu grupo também pretende manter a estrutura atual do time e que irá conversar no tempo certo com Leão e os jogadores. Mais: adiantou que, vencendo as eleições de dezembro, irá tentar trazer de volta o lateral-direito Maurinho e o centroavante Alberto. "O Marcelo deixou escapar esses dois jogadores e depois da saída deles o time não conquistou mais nada".LEÃO - O técnico Leão já fala em permanecer na Vila Belmiro se Marcelo Teixeira se reeleger, mas há outras condições: "se o Santos pensar estacionar, eu jamais vou renovar com o clube", disse ele. Como ele vê nas atitudes de Teixeira o reverso disso. "Ele quer somar, conquistar muito mais e, nesse caso, logicamente tenho interesse".Nos planos do treinador está a contratação de novos jogadores, a possibilidade de novos atletas surgirem e melhorias no CT Rei Pelé."Uma conversa com o Marcelo passa também por aí para evitar problemas futuros", disse Leão. Ele cita o muro do centro de treinamento que é baixo. "Precisamos de uma tranqüilidade para trabalhar e não permitir que esse maravilhoso centro seja mais ou menos vulnerável".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.