Santos comemora boa fase, mas vai com cautela contra o Goiás

Técnico Márcio Fernandes sinaliza um time pronto para explorar o contra-ataque, neste sábado fora de casa

Sanches Filho - Enviado Especial O Estado de S. Paulo,

18 de setembro de 2008 | 14h54

Dono da terceira melhor campanha no segundo turno do Campeonato Brasileiro, o Santos se dá ao direito de comemorar a boa fase. Mesmo assim, o técnico Márcio Fernandes lembra que ainda é preciso muito trabalho e cautela para que o time conquiste uma vaga à Copa Sul-Americana e afaste ainda mais, o fantasma do rebaixamento. Veja também: Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão Roberto Brum prevê jogo difícil para o Santos em Goiânia No treino desta quinta-feira, no CT Rei Pelé, Márcio Fernandes fez questão de enfatizar a identidade que o time ganhou ao longo das seis partidas que ficou sem perder. Para ele, os bons resultados foram suficientes para trazer a confiança de volta ao elenco.  "Conseguimos fixar um esquema tático. O time ganhou identidade e a base do time está montada", comemora o técnico, que para o jogo contra o Goiás promete um time mais cauteloso. "Hoje, os laterais do Santos só atacam com inteligência, sem desespero. Só vão na boa", resumiu.  Márcio Fernandes sinalizou que o Santos jogará com duas linhas de quatro jogadores, bem postados na marcação, prontos para explorar os contra-ataques e claro, explorar a boa fase do artilheiro Kleber Pereira. Para a partida deste sábado, no Serra Dourada, o Santos poderá contar com a volta do meia Michael, recuperado de uma inflamação no joelho esquerdo. Já na zaga, segue a indefinição de quem formará a dupla de zaga com Fabiano Eller. Fabão e Adaílton continuam disputando a vaga. DE SAÍDASem chance com o técnico Márcio Fernandes, o lateral-direito Apodi acertou nesta quinta, sua transferência para o São Caetano, onde fica até o fim do ano. O jogador chegou à Vila Belmiro trocado por empréstimo com o Cruzeiro pelo lateral-esquerdo Carlinhos - que deve ser contratado pelos mineiros. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.