Santos confia na vitória para sair da últimas colocações

Zagueiro Fabiano Eller diz que time ficará aliviado se conquistar a vitória nesta quinta, contra o Palmeiras

Sanches Filho - Jornal da Tarde,

23 de julho de 2008 | 13h16

O Santos confia em uma vitória no clássico contra o Palmeiras para sair das últimas colocações do Campeonato Brasileiro. No jogo desta quinta-feira, às 20h30, no Palestra Itália, o elenco santista afirma que terá a motivação de um grande jogo para afastar de vez a crise.   Veja também:  Santos também convive com desfalques para o clássico Santos vive clima de otimismo após fim do jejum Para o zagueiro Fabiano Eller, o Santos já merecia sair da incomoda posição na tabela. O time da Vila Belmiro é o penúltimo colocado no Campeonato, com apenas 11 pontos, em 13 jogos.   "O Santos era para ter vencido antes. O time vinha jogado bem, embora na última partida [na vitória por 1 a 0 contra o Sport] não tenha feito um bom jogo. Mas é melhor não jogar bem e vencer, do que jogar bem e não vencer", afirmou Fabiano Eller.   E Fabiano Eller - que passou pelo Palmeiras em 2002, quando o time foi rebaixado à Série B do Campeonato - afastou qualquer clima de revanchismo com o ex-clube, dizendo que se sente motivado apenas, por ajudar o Santos. Mesmo com uma passagem ruim pelo Alviverde, o jogador disse que essa "não é uma mancha na sua carreira".   "Vamos ficar aliviados se a vitória vir. Será um jogo difícil e por isso, temos motivação dobrada, apenas pela necessidade de vencer", revelou. "   Já para Kleber Pereira, a vitória no clássico não aliviará a pressão que o time vem sofrendo. O atacante só estará satisfeito depois que o time deixar as últimas colocações do Campeonato.   "A pressão vai continuar mesmo se vencer o clássico contra o Palmeiras. Nós temos que pensar que a pressão vai continuar até nós sairmos da zona de rebaixamento", afirmou o atacante.   O Santos dever ir a campo com Felipe; Marcelo, Fabão e Fabiano Eller; Apodi (Fabiano), Adriano, Roberto Brum, Molina e Kleber; Cuevas e Kleber Pereira.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.