Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Santos confia na volta à Vila para melhorar produção ofensiva e vencer

Equipe de Jorge Sampaoli encara o Bahia nesta quinta-feira, pelo Brasileirão

Leandro Silveira, O Estado de S.Paulo

31 de outubro de 2019 | 04h30

Em fase irregular no Campeonato Brasileiro, o Santos enfrenta o Bahia nesta quinta-feira, às 19h15, na Vila Belmiro, sabendo que precisa melhorar a sua produção ofensiva para voltar a vencer. O time tropeçou em seus últimos dois compromissos, não tendo ido às redes em ambos.

Vindo de derrota para o Atlético-MG (2 a 0) e empate com o Corinthians (0 a 0), o Santos tenta evitar atingir o terceiro jogo consecutivo sem marcar gols, série negativa que ainda não registrou nesta edição do Brasileirão. Para isso, vai apostar em sua conhecida força na Vila Belmiro.

No seu estádio, afinal, o Santos ganhou as últimas três partidas que disputou no Brasileirão, diante de Ceará, Palmeiras e CSA. E emplacar o quarto triunfo consecutivo será importante para manter a equipe consolidada no G4, a zona de classificação à fase de grupos da Copa Libertadores de 2020, na qual figura desde a sétima rodada do Brasileirão, sendo que na sequência o time vai atuar de novo no seu estádio, diante do Botafogo.

Para voltar a vencer e a marcar gols, o Santos contará com o retorno do seu artilheiro em 2019, o uruguaio Carlos Sánchez, autor de 15 gols, mas que não foi utilizado no clássico contra o Corinthians, por opção tática do técnico Jorge Sampaoli.

E volta diante do time em que marcou o gol da vitória por 1 a 0 no primeiro turno, no estádio de Pituaçu, no rebote de pênalti defendido pelo goleiro Douglas Friedrich. "Temos que manter a concentração para errar o mínimo possível e marcar um gol para seguirmos calmos”, disse Sánchez, destacando a importância de o Santos atuar focado para superar o Bahia.

Descansado, Sánchez reforçará o meio-campo santista, que estará desfalcado de Diego Pituca. O volante é o jogador que mais vezes atuou pelo clube em 2019, mas sofreu uma torção no tornozelo contra o Corinthians. E será substituído por Alison, que assim completaria 200 jogos pelo Santos, ou Jobson, que atuou apenas duas vezes pelo time, sendo só uma vez como titular.

"O Bahia tem um time difícil, que se defende bem e sai no contra-ataque muito bem. Tem jogadores muito bons. Será um jogo difícil, como todos. Eles têm um padrão de jogo já definido há algum tempo", alertou Sánchez.

No sistema defensivo, Lucas Veríssimo, livre de suspensão, voltará a formar a dupla de zaga com Gustavo Henrique. E Jorge, recuperado de virose, deve ser aproveitado por Sampaoli, ainda mais por ser visto como uma das referências do elenco e importante opção criativa para o setor ofensivo.

Rival do Santos, o Bahia perdeu os últimos dois jogos que disputou, figurando fora do G6, a zona de classificação à Libertadores. O técnico Roger Machado terá os retornos de Moisés, Élber e Arthur Caíke, recuperados de lesões, sendo que os dois primeiros deverão ser titulares na Vila Belmiro.

FICHA TÉCNICA:

BAHIA x SANTOS

BAHIA - Douglas Friedrich; Nino, Juninho, Lucas Fonseca e Moisés; Gregore, Flávio e Ronaldo; Artur, Élber e Gilberto. Técnico: Roger Machado.

SANTOS - Everson; Pará (Victor Ferraz), Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Jorge; Alison (Jobson), Carlos Sánchez e Evandro; Marinho (Tailson), Eduardo Sasha e Soteldo. Técnico: Jorge Sampaoli.

HORÁRIO - 19h15.

ÁRBITRO - Wagner do Nascimento Magalhães (Fifa/RJ).

LOCAL - Vila Belmiro, em Santos (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.