Santos confirma imponência e faz 2 a 1 no Corinthians

Deu a lógica no clássico da Vila Belmiro. Um Corinthians limitado tecnicamente, embora esforçado, não resistiu à força do Santos, líder do Campeonato Paulista e dono do futebol mais vistoso do Brasil. O time de Vanderlei Luxemburgo bateu o de Leão por 2 a 1 e chegou aos 41 pontos, com 13 vitórias em 16 jogos no Estadual, deixando o rival em décimo lugar, com 24 pontos, praticamente alijado da disputa pelo título.O resultado foi determinado pela maior qualidade santista e pela já tradicional instabilidade emocional da equipe de Leão, que terminou o jogo com dois expulsos: Amoroso e Gustavo, um em cada tempo.Mesmo desfalcado de Kléber, Maldonado e Cléber Santana, o Santos sobrou. Logo aos 10 minutos, o time deu uma aula de contra-ataque. A bola passeou de Antônio Carlos para Marcos Aurélio, para Tiuí, para Zé Roberto, que ganhou de Betão na corrida e bateu com categoria na saída de Jean.Aos 22, o Corinthians chegou ao empate em jogada individual do seu único jogador capaz de decidir, o garoto Willian. Ele driblou o veterano Antônio Carlos, invadiu a área e bateu cruzado; o zagueiro Adaílton desviou contra o próprio gol e ainda pisou no joelho de Fábio Costa na queda.O Corinthians viu suas esperanças de surpreender ruírem aos 39, quando o apagado Amoroso entrou de sola na perna do volante Adriano. O atacante recebeu o segundo cartão vermelho em duas semanas - o primeiro foi na partida contra o Treze, pela Copa do Brasil.No segundo tempo, a situação do time de Leão ficou ainda pior: aos 27, Gustavo deu carrinho por trás em Marcos Aurélio e recebeu o segundo amarelo. Com dois a menos, ficou difícil de segurar. Aos 35, o mesmo Marcos Aurélio deixou Marinho falando sozinho e rolou para Jonas dar a vitória ao melhor time. SANTOS 2 x 1 CORINTHIANSSantos - Fábio Costa, Denis, Antônio Carlos, Adaílton (Leonardo) e Carlinhos; Rodrigo Souto, Adriano, Zé Roberto e Pedrinho; Carlinhos; Marcos Aurélio e Rodrigo Tiuí (Jonas). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.Corinthians - Jean; Marinho, Betão e Gustavo; Rosinei, Marcelo Mattos, Magrão, Willian e Wellington (Bruno Octávio); Wilson (Rafael Fefo)e Amoroso. Técnico: Emerson Leão.Gols - Zé Roberto, aos 10, Adaílton (contra), aos 22 minutos do primeiro tempo; Jonas, aos 35 minutos do segundo tempo. Árbitro - José Henrique de Carvalho. Cartões amarelos - Adaílton, Marinho, Gustavo, Antônio Carlos, Dionísio, Pedrinho, Rodrigo Souto, Jonas e Zé Roberto. Cartões vermelhos - Amoroso e Gustavo. Renda - R$ 216.105,00. Público - 14.110 pagantes. Local - Estádio da Vila Belmiro, em Santos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.