Divulgação
Divulgação

Santos confirma saída de Geuvânio para o chinês Tianjin Quanjian

Atacante será comandado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo

O Estado de S. Paulo

22 de janeiro de 2016 | 10h53

Depois de o Tianjin Quanjian, da China, divulgar até a data de apresentação de Geuvânio, o Santos confirmou a saída do atacante para o time de Luxemburgo na manhã desta sexta-feira. Em nota oficial divulgada no site do clube, o jogador de 23 anos mostra gratidão e promete voltar à Vila Belmiro no futuro: "Com certeza é um até logo, e não um adeus."

"Eu deixo aqui muitos amigos, uma família que eu construí. Esse grupo foi um dos melhores que trabalhei em toda minha vida. Conquistamos títulos com a camisa do Santos, como profissionais, como homens. Eu queria agradecer cada um dos meus companheiros do Santos. Foi um clube que abriu as portas para mim. Se não fosse o Santos nada disso estaria acontecendo na minha vida. Com certeza é um até logo, e não um adeus. Eu volto, quero voltar sim. Ainda quero fazer muita história no Santos, vou estar novo", diz.

Geuvânio, que disputou 114 jogos com a camisa do Santos e marcou 24 gols, comenta seu desejo de jogar fora do Brasil. "Eu nunca imaginei que isso ia acontecer na minha vida. Eu sempre tive um sonho, mas nunca tive a dimensão disso tudo. E isso aconteceu. É um momento que eu não tenho palavras para descrever o meu sentimento."

O atacante também se despede da torcida santista. "Eu deixo aqui o meu muito obrigado para a torcida do Santos. Quero agradecer todo carinho e respeito que tiverem pelo meu futebol, broncas, elogios, tudo que serviu para eu aprender.”

A negociação foi fechada em 11 milhões de euros (cerca de R$ 48 milhões) livres de impostos. O Santos terá direito a 35% do valor (R$ 17 milhões), já o restante dos direitos econômicos do atacante está dividido entre Doyen Sports (35%) e empresários (30%). Geuvânio receberá um salário mensal da ordem de R$ 1 milhão. Em caso de retorno ao Brasil, o Santos tem prioridade na negociação do jogador e, em uma futura venda, o clube tem direito a 15%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.