Santos conta com a ajuda da torcida para assumir liderança

O Santos não quer deixar passar a oportunidade de sair de campo nesta quinta-feira como líder do Grupo 8 da Copa Libertadores da América. Para isso, conta com a ajuda de sua torcida para vencer o Defensor Sporting, do Uruguai, a partir das 19 horas, na Vila Belmiro.Na primeira rodada da Libertadores, o Defensor derrotou o Gimnasia y Esgrima, da Argentina, por 3 a 0, em Montevidéu, enquanto o Santos ganhou por 1 a 0 do Deportivo Pasto, na Colômbia. Com isso, o time uruguaio lidera o grupo por ter melhor saldo de gols do que os santistas.Os jogadores do Santos prevêem um jogo difícil nesta quinta-feira e pedem que o torcedor lote o estádio, incentive o time durante os 90 minutos e pressionando o adversário. "Na Vila, o Santos é muito forte. Se analisarmos, só tropeçamos em casa de 30 em 30 jogos. Como se trata de Libertadores, o torcedor tem mais é que comparecer e fazer pressão mesmo", disse o goleiro Fábio Costa.Um dos momentos mais marcantes da carreira do goleiro foi na Libertadores de 2003, na Vila Belmiro e contra um time uruguaio, o Nacional. Depois dos empates por 4 a 4 em Montevidéu e por 2 a 2 no tempo normal na Vila, o Santos se classificou às quartas-de-final na decisão por pênaltis. "Defendi três pênaltis e fico feliz por fazer parte da história do clube", lembrou Fábio Costa.Antonio Carlos é outro que considera decisiva a presença da torcida. "Como na Vila Belmiro o alambrado fica perto do campo, os jogadores adversários sentem mais a pressão", disse o zagueiro.Para Antonio Carlos, que já foi campeão da Libertadores em 92 (pelo São Paulo), uma vitória nesta quinta-feira deixa o Santos perto da vaga na próxima fase. "Além da classificação, é necessário somar o maior número de pontos, porque os melhores classificados terão a vantagem de decidir em casa nas próximas etapas", lembrou o jogador.Satisfeito com o seu atual momento no Santos - é o artilheiro do time em 2007 com 10 gols, sendo oito no Paulista e dois na Libertadores -, Cléber Santana disse que o técnico Vanderlei Luxemburgo começou a passar informações sobre o Defensor antes do treino desta quarta-feira. "O professor falou que o time deles marca forte e contra-ataca em velocidade. Por isso, vamos ter que compactar a equipe quando perdermos a bola", revelou o jogador.Cléber Santana repetiu que não faz questão de ser artilheiro, mas torce para que surjam novas oportunidades para fazer gols. "Seu eu marcar, o time ficará mais perto da vitória", justificou o meia.Para o jogo desta quinta-feira, Luxemburgo tem o time completo. Além disso, os jogadores estão descansados, após a folga no domingo, quando ele escalou os reservas para enfrentar o Marília pelo Paulistão - dos titulares, só atuaram o volante Rodrigo Souto, que não tinha disputado os dois jogos anteriores, e o goleiro Fábio Costa.Ficha técnica:Santos x Defensor SportingSantos - Fábio Costa; Pedro, Adailton, Antonio Carlos e Kleber; Maldonado, Rodrigo Souto, Zé Roberto e Cleber Santana; Marcos Aurélio e Rodrigo Tiuí. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.Defensor - Martín Silva; Ignacio Ithurralde, William Martínez, Mártin Cáceres e Maximiliano Pereira; Carlos Díaz, Fernando Fadeuille, Paulo Pezzolano e Sebastián Ariosa; Danilo Peinado e Sebastián Fernández. Técnico: Jorge da Silva.Árbitro: Héctor Baldassi (Argentina). Horário: 19 horas. Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.