Santos contrata lateral Paulo César

O técnico Leão tem pressa em montar o time para a próxima temporada e nesta quarta-feira anunciou a chegada do primeiro reforço: o lateral Paulo César, ex-Fluminense e que pertence ao Paris Saint-German. O jogador deverá ser apresentado nesta quinta-feira na Vila Belmiro. O presidente Marcelo Teixeira também chamou Fábio Costa, Renato, Léo e André Luís para uma conversa. Manifestou o interesse do clube na continuidade dos atletas e pediu uma definição sobre a vontade deles permanecerem no clube.Com a chegada de Paulo César é quase certa saída de Reginaldo Araújo e Neném, os dois jogadores que vinham se revezando na posição. O novo contratado representará também uma sombra para Léo, já que atua nas duas laterais. Léo tem contrato até o final do mês e foi um dos chamados por Marcelo Teixeira. Depois do encontro, informou que manifestou sua vontade de permanecer na Vila Belmiro. Mas, para isso, quer receber um valor em dinheiro - não revelado - a título de luvas. Seu procurador está na Europa e só retornará semana que vem, quando entrará nas negociações do novo contrato.Renato também informou a Teixeira que pode renovar por seis meses ou um ano, que aceita ficar com o mesmo salário, mas quer também uma luva.O volante revelou que as duas propostas concretas que recebeu foi da Rússia e da Turquia e as recusou por pretender uma transferência para algum time de ponta do futebol europeu. "Se tivesse que decidir hoje, ficaria no Santos", comentou. Segundo o jogador, permanecendo na Vila Belmiro terá a oportunidade de disputar a Libertadores da América e estará numa boa vitrine. "Pretendo disputar outra Libertadores e continuar sendo chamado para a seleção brasileira".O zagueiro André Luís tem contrato até o dia 20 de janeiro e disse que a conversa com o presidente Marcelo Teixeira foi um primeiro contato. "Meu procurador chega semana que vem da Europa e vai conversar com o presidente para definir tudo". Também disse que pretende ficar na Vila Belmiro, mas como Renato e Léo, quer ganhar tempo para ver ser surge uma boa proposta do futebol europeu. A diferença é que o zagueiro não é tão exigente quanto a um eventual novo time: está mais preocupado em fazer um bom contrato para garantir seu futuro financeiro.A movimentação para a formação do time para a próxima temporada também mexe com jogadores de menor expressão. Assim, Leão não pretende aproveitar os atletas que estão emprestados a outros clubes, como Weldon, Canindé, Leandro e Michel. Outros que compõem o grupo podem ser negociados com outros times. Tiveram várias chances, não souberam aproveitá-las e agora serão substituídos por outros que aguardam uma oportunidade de jogar no Santos. "Esses atletas poderão ser negociados", disse o técnico Leão. Ele entende que esses jogadores têm lugar em 70% dos times brasileiros".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.